Maior rede de ensino bilíngue do mundo, escola canadense Maple Bear chega a Jaraguá do Sul

Foto: Divulgação/Maple Bear

Por: Maria Luiza Venturelli

23/10/2023 - 16:10

O sistema educacional canadense é amplamente reconhecido como um dos melhores do mundo, com altos padrões de qualidade em todos os níveis de ensino, desde o fundamental até o superior. Em Jaraguá do Sul, é possível ter acesso a esse nível de excelência na Maple Bear, escola fundamentada nas melhores práticas que posicionam a educação canadense entre as melhores do mundo.

A forte presença global da rede – que já está presente em 30 países e segue em contínuo crescimento – proporciona uma oportunidade ímpar aos mais de 40 mil alunos, pois é a única rede de educação capaz de oferecer aos estudantes Maple Bear uma verdadeira experiência multicultural em um ambiente educativo transformador. Boas práticas são construídas, compartilhadas e aprimoradas, de forma ampla, sempre fundamentadas na bem-sucedida metodologia canadense de ensino.

Foto: João Victor/OCP News

Barbara Coelho Stoltenberg é a responsável por trazer a Maple Bear para Jaraguá do Sul e acredita que a instituição é um grande diferencial para a cidade pois traz o ensino regular com completa imersão em inglês. “Aqui os alunos não só aprendem inglês, eles aprendem em inglês. Imersos em um ambiente de língua inglesa, estimulante e seguro, que encoraja a criatividade e a livre expressão, desenvolvendo a autoconfiança e as competências acadêmicas”, resume.

Foto: João Victor/OCP News

A escola começa a funcionar em 2024, com turmas para Ensino Infantil e o primeiro ano de Ensino Fundamental, e prospecta crescimento anual. Em 2025, já pretende oferecer também turmas do segundo ao quinto ano do Fundamental, e futuramente seguir crescendo junto com seus alunos até o final do Ensino Médio.

De acordo com Barbara, todas as disciplinas da grade infantil são ministradas em inglês, e a partir dos cinco anos de idade, se insere também a disciplina de português para garantir a alfabetização futura também em português. “O bilinguismo traz inúmeros benefícios, e inseri-lo na vida das crianças desde cedo é muito importante. Além de garantir o aprendizado de uma segunda língua, que é essencial principalmente no âmbito profissional, as crianças que crescem aprendendo uma segunda língua desenvolvem capacidades cognitivas diferenciadas’, explica.

Foto: João Victor/OCP News

A excelência canadense

O Canadá está entre os países que possuem o melhor ensino do mundo, conforme o ranking do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA). Isso se deve a inúmeros fatos, como investimento em educação, comprometimento com a excelência do ensino, ambiente escolar agradável aos alunos, capacitação dos profissionais e diversos outros fatores decisivos.

A metodologia canadense segue a educação holística, baseando-se em quatro pilares da educação: intelectual, física, emocional e social. Sendo assim, educar não se trata simplesmente de transferir algum tipo de conhecimento. Na educação holística todas as esferas de ensino são importantes, portanto, cria-se no ambiente escolar um lugar propício para aprender com prazer.

Foto: João Victor/OCP News

Além disso, o foco deixa de ser o professor e passa a ser o aluno, sendo ele o protagonista de seu próprio aprendizado. O ensino canadense explora os conteúdos lúdicos, de forma que estimula o imaginário das crianças, criando nelas o desejo de aprender e explorar novos caminhos e ideias.

“Ao invés de simplesmente escrever na lousa como se faz algo, os professores instigam as crianças a encontrarem explicações sobre a temática estudada, mostram exemplos práticos, onde as crianças entendem o que fazer com aquele aprendizado, quando, como e onde aplicá-lo”, complementa.

Dessa forma, o aprendizado é fixado na mente dos alunos de uma forma mais eficaz, pois estão tendo a oportunidade de realmente vivenciar as situações. O ensino canadense preza por uma filosofia que leva os alunos a “aprenderem a aprender”. Não se trata simplesmente de entender a matéria passada, o foco é a troca de experiências, a geração de valor, aprender a acelerar a sua própria aprendizagem.

O principal pilar da Maple Bear é estimular o aprendizado em todas as suas esferas, sejam elas física, intelectual, social ou emocional, tudo isso em um ambiente com imersão em inglês. “Nosso foco não é simplesmente ensinar ‘mais coisas’ ou ‘ensinar inglês’ aos nossos alunos, mas ensiná-los melhor, ensiná-los a pensar em inglês”, resume a fundadora.

Foto: João Victor/OCP News

Além disso, na Maple Bear, os treinamentos e a capacitação dos docentes são levados muito a sério e esse é um dos principais motivos da rede manter um padrão tão elevado de ensino em todas as suas escolas.

“Nossos profissionais aqui em Jaraguá do Sul passam por um criterioso processo de seleção e são treinados por uma equipe técnica vinda diretamente do Canadá, além de toda a equipe da rede brasileira, e uma grade extensa de treinamentos in loco e online. Tudo para garantir a homogeneidade e qualidade de ensino”, explica a instituição.

O Duplo Diploma é outro diferencial para aceitação do aluno Maple Bear em outros países. No futuro, a criança terá acesso a inúmeros benefícios, como poder estudar em uma faculdade na Europa, Estados Unidos ou Canadá sem precisar fazer provas e validações.

Princípios do ensino

Foto: Divulgação/Maple Bear

Bilinguismo

O acesso à informação existente quando se tem o domínio de uma língua estrangeira é ampliado drasticamente e suas possibilidades de interação também crescem. Por meio do bilinguismo, a Maple Bear aplica a imersão total na língua inglesa.

Pensamento crítico

As novas tecnologias têm provocado automação de vários processos, e apenas nós podemos pensar sobre quais são as melhores soluções. Na Maple Bear utilizamos o aprendizado investigativo estimulando a autonomia crítica.

Metacognição

Ter a consciência de que posso fazer reflexões profundas. Habilidade que, na Maple Bear, está ligada às constantes avaliações e a cultura de portfólio

Criatividade

Inovar o jeito de fazer as coisas. A criatividade, na Maple Bear, está associada ao aprendizado investigativo, gerando conforto aos alunos para correr riscos conscientes.

Habilidades socioemocionais

Contexto muito valorizado nos mercados hoje em dia, trabalhadas pela Maple Bear para ampliar a cooperação em grupo e a liberação gradual de responsabilidade.

Estrutura

Foto: João Victor/OCP News

As salas de aula são amplas, estimulantes, acolhedoras, organizadas e repletas de materiais manipulativos e centros de aprendizagem, refletindo a metodologia canadense adotada pela Maple Bear. Mais que simples espaços para as aulas, as salas dos anos iniciais da Educação Infantil aos anos finais do Ensino Fundamental são especialmente projetadas para potencializar o aprendizado.

O ambiente é organizado para privilegiar a interação entre alunos e o papel dos professores como facilitadores do conhecimento. Os espaços contemplam vários learning centres (centros de aprendizagem), verdadeiros espaços de experimentação: áreas temáticas para a realização de atividades individuais ou em grupo, sobre assuntos como matemática, ciências e diversos outros, onde os alunos aprendem na prática.

Foto: Divulgação/Maple Bear

“Cada item das salas de aula (móveis, livros, jogos, equipamentos) tem uma razão para existir, reforçando a intencionalidade de cada atividade para a construção do conhecimento”, explica Barbara.

Na Maple Bear, a avaliação é um processo contínuo que constitui parte integrante da instrução do aluno. O objetivo é permitir que o professor reúna informações sobre o que o aluno sabe, o que é capaz de fazer e o que está aprendendo.

Foto: Divulgação/Maple Bear

Na Educação Infantil, a avaliação é descritiva e assume a forma de registros detalhados e observações coletadas diariamente sobre o desempenho do aluno. Já no Ensino Fundamental, os alunos são avaliados de forma contínua, em diversos formatos, como trabalhos durante as aulas, observação de suas atividades nos centros, participações em discussões, questionários e atividades avaliativas.

Portfólios também compõem o processo de avaliação. Eles contêm coleções de trabalhos do aluno que revelam seus esforços, progressos e conquistas. A finalidade do portfólio é mostrar o desenvolvimento das habilidades ao longo do tempo. Professores e alunos selecionam amostras de trabalhos que são compartilhadas com os pais durante o ano letivo.

Reuniões de pais e professores são organizadas para fornecer oportunidades para os pais e professores discutirem o progresso, os pontos fortes e as áreas de interesse do aluno. Elas acontecem duas vezes ao longo do ano letivo. Os boletins também são completados em diferentes momentos do ano letivo e compartilhados com os pais.

“Os pais também são recebidos com prazer a qualquer momento do ano, para conversarem a respeito da aprendizagem, do desenvolvimento e de áreas de crescimento dos seus filhos”, finaliza a responsável pela escola.

Foto: Divulgação/Maple Bear

Agende uma visita

Em Jaraguá do Sul, a Maple Bear fica na rua Professora Adelia Fischer, 70, bloco C, na Vila Baependi. Para saber mais, entre em contato através do WhatsApp (47) 9 9766-0069 e acesse o Instagram @maplebearjaraguadosul.

Foto: João Victor/OCP News

 

Notícias no celular

Whatsapp