Hospital São José recebe novos softwares de ressonância magnética

Foto: Maurício Hermann/OCP

Por: Elissandro Sutil

03/10/2022 - 09:10 - Atualizada em: 23/05/2024 - 11:34

 

O Hospital São José deve receber, no início de outubro, novos e modernos softwares para o setor de ressonância magnética. Os novos recursos representam o que há de mais moderno nesse tipo de exame e permitirão uma melhor precisão das imagens, mais segurança para quem realiza os procedimentos e mais precisão e agilidade nos diagnósticos por parte dos médicos.

“O parque tecnológico do Hospital São José é renovado constantemente e as novas aquisições favorecem nosso principal objetivo, que é o diagnóstico cada vez mais precoce e preciso”, explica o Dr. Ramon Vieira, médico radiologista (CRM 17757), responsável pela área. O diagnóstico mais rápido e preciso permite ao médico que solicitou o exame buscar o melhor tratamento para o paciente, um ganho de qualidade para toda a região.

A Ressonância Magnética (RM) é um método de diagnóstico por imagem que não utiliza radiação ionizante em sua técnica (como Tomografia e RX, por exemplo), podendo ser amplamente utilizado. A RM possibilita aos profissionais a visualização de muitas estruturas do corpo em diversos planos, conferindo uma visão panorâmica e detalhada das áreas de interesse, algumas vezes em três dimensões (imagem 3D).

Recursos oferecidos pelos novos softwares

Compressed Sense – exclusiva tecnologia Philips que permite a aquisição de imagens com menor tempo. Os exames ficarão até 50% mais rápidos para os pacientes.

MDixon XD – melhor qualidade das imagens, com supressão de gordura do órgão captado, procedimentos ate 40% mais rápidos e com quatro tipos de contrastes diferentes a partir de um só imagem obtida .

MDixon Body Fat – técnica que permite quantificar a gordura do fígado, fornecendo mapas de fração de gordura.

Comfor Tone – Técnica de aquisição de imagens com até 80% menos de barulho durante o exame, tornando-o mais confortável e permitindo que o paciente ouça sua música preferida durante o exame, se assim desejar.

O-MAR – técnica que melhora a qualidade de imagens em pacientes que possuem implantes metálicos.

Auto Voice – melhor comunicação entre o operador do exame e o paciente, pois permite, de forma automática, que o paciente seja informado quanto ao tempo de duração do exame.

Bobina Dedicada – destinada a exames de ombro cotovelo, punho e mão, torna o posicionamento mais confortável para o paciente, que pode ficar com o braço ao lado do corpo durante o exame.

Multivane XD – técnica que permite a correção de movimentos do paciente durante a captura das imagens. Especialmente importante para pacientes que não conseguem realizar apnéia (segurar a respiração por alguns segundos).

Pacote Cardíaco – permitirá a realização de exames cardíacos com estudos dinâmicos e de alta resolução da imagem obtida.

 

 

 

Notícias no celular

Whatsapp