Futuro é promissor para empreendedores de Jaraguá do Sul: desburocratização e inovação são pontos fortes

Foto: We Art

Por: Maria Luiza Venturelli

08/07/2020 - 21:07 - Atualizada em: 15/07/2024 - 15:01

Jaraguá do Sul, reconhecida como um polo industrial e de empreendedorismo, atrai cada vez mais empresários interessados em instalar seus negócios na cidade. Lar da gigante multinacional WEG e de outras grandes empresas, o município destaca-se pela sua forte economia e ambiente propício para o desenvolvimento empresarial.

Segundo informações da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs), além de preservar o legado histórico, a cidade está voltada para o futuro, o que inclui a ampliação de áreas industriais na cidade para atrair empresas de setores diferentes, com foco em fortalecer o desenvolvimento econômico.

Jaraguá do Sul possui três setores industriais principais: têxtil, metalmecânico e de alimentos. No entanto, a cidade está empenhada em diversificar ainda mais a indústria, uma estratégia conhecida como neoindustrialização. O conceito envolve a reestruturação produtiva para criar negócios mais competitivos e sustentáveis, garantindo um crescimento econômico robusto e duradouro.

Foto: Arquivo OCP News

A Acijs destaca que o futuro de Jaraguá do Sul está intrinsecamente ligado ao empreendedorismo, um pilar fundamental para o sucesso econômico e a construção de uma sociedade próspera. O empreendedorismo é um motor que impulsiona a inovação, gera empregos e promove o desenvolvimento sustentável, sendo um catalisador de oportunidades e transformação social.

Os empreendedores em Jaraguá do Sul são reconhecidos por sua capacidade de adaptação e sucesso em ambientes desafiadores. A ACIJS tem a missão de reconhecer, incentivar e apoiar, criando um ambiente favorável aos negócios.

Segundo a presidente da associação, Caroline Obenaus Cani, historicamente, a ACIJS atua em sinergia com outros setores da comunidade, buscando fomentar a inovação e a adoção de novas tecnologias entre as empresas da região.

“A ACIJS está fortemente integrada ao Novale Hub, ao Pacto pela Inovação do Vale do Itapocu e ao Comitê de Desenvolvimento de Inovação, atuando em prol do desenvolvimento tecnológico e da inovação do município e região”, resume.

Foto: Acijs/Ronaldo Correa

“A ACIJS continuará firme em sua atuação pautada na missão de estimular o empreendedorismo com responsabilidade social, promovendo o desenvolvimento sustentável do setor econômico regional por meio da representatividade e do associativismo. Para isso, é de suma importância que as empresas continuem apoiando o trabalho realizado”, complementa a presidente.

A entidade busca facilitar ao máximo o sucesso empresarial, incentivando os empreendedores a não deixarem de ousar na busca por novos negócios. Esse espírito empreendedor é uma das maiores riquezas da cidade e a torna uma referência no cenário nacional. Já para a Câmara de Dirigentes Lojistas de Jaraguá do Sul (CDL) um dos pontos fortes da cidade é a desburocratização, que estimula o empreendedorismo.

Com o objetivo de desburocratizar processos administrativos em vários segmentos produtivos, o prefeito Jair Franzner assinou ano passado o Decreto 16.781/2023, que ampliou de 238 para 482 o número de atividades econômicas consideradas como de baixo risco em Jaraguá do Sul.

Com a medida, a Prefeitura mais do que dobrou a quantidade de atividades consideradas de baixo risco, dispensando assim um grande número de empresas da necessidade da obtenção dos alvarás sanitários, de funcionamento e localização, além de outras licenças em âmbito municipal.

A partir disso, o empreendedor apenas tem que solicitar a inscrição de sua empresa no Cadastro Tributário Mobiliário Municipal, um processo simples e rápido, que pode ser feito via Internet e costuma durar menos de um dia.

Diversificação econômica: a cidade possui uma matriz econômica diversificada, com indústrias, comércio e serviços variados, criando oportunidades de emprego em diferentes setores.

Inovação e tecnologia: investimentos constantes em inovação atraem empresas e startups, fomentando um ambiente de desenvolvimento de novas ideias e criação de empregos qualificados.

Qualificação da mão de obra: instituições de ensino e programas de capacitação profissional preparam trabalhadores para o mercado, sendo um diferencial para atrair empresas e manter a competitividade.

Infraestrutura e logística: localização estratégica e infraestrutura desenvolvida favorecem a logística e o acesso a mercados, ampliando oportunidades de negócio e crescimento econômico.

Jaraguá do Sul também se destaca em Santa Catarina quando o assunto é geração de empregos. Segundo dados recentes, a cidade assumiu a 5ª colocação em vagas de emprego criadas, demonstrando crescimento sustentável no mercado de trabalho local.

“Temos o propósito de fazer de Jaraguá do Sul e região um lugar de experiências de consumo diferenciadas, contribuir para desenvolver empresas inovadoras e fomentar uma economia em constante desenvolvimento. Para promover este propósito trabalhamos em diversas frentes estratégicas que passam por pesquisas de novas tecnologias que serão utilizadas no futuro do comércio e preparar nossos lojistas para utilizar estas ferramentas”, resume a CDL.

Foto: Divulgação/CDL

Notícias no celular

Whatsapp

Maria Luiza Venturelli

Jornalista apaixonada por contar histórias inspiradoras, formada pela Faculdade Ielusc