Cozinhar, durante muito tempo, foi visto pela maioria das pessoas como uma atividade rotineira e comum. Hoje, representa muito mais do que isso.

Através da Gastronomia cozinhar deixou de ser apenas uma necessidade e passou a ser uma arte, com isso, o mercado de trabalho na área gastronômica cresceu exponencialmente.

Com a abertura de restaurantes, lanchonetes, hotéis e bares, profissionais capacitados têm maior oportunidade para encontrar trabalho e mostrar seus talentos. A expansão do setor fez também com que aumentassem as buscas por formação e especialização.

Alguns dos motivos para a Gastronomia deixar de ser uma atividade comum e exigir uma qualificação, vêm da busca dos consumidores por comidas mais refinadas e exóticas, do crescente aumento do turismo nos mais diversos lugares do Brasil, e da maior exposição em programas culinários exibidos pela mídia nacional.

Os profissionais de cozinha são responsáveis pelo refinamento das refeições, preparo de pratos simples ou sofisticados e associam a cultura ao paladar.

O gastrônomo também cuida da parte de preparação do cardápio, gerenciamento e administração de uma cozinha, controle de gastos, negociação com os fornecedores, reposição do estoque, e do treinamento de seus assistentes.

Aquecimento do mercado

Essa situação do mercado abriu oportunidade para escolas de Gastronomia em todo o Brasil. Jaraguá do Sul não foi diferente. A Chef Gourmet, primeira escola de Gastronomia da cidade, fundada pelo empresário Josemar Lopes, com um mês de atividade já bate recordes com alta procura pelos cursos de Chef de Cozinha.

“Eu já sou apaixonado pela área de educação, e transformar a vida das pessoas é a minha missão pessoal. Acredito que com a nossa proposta de oferecer aulas práticas e direcionadas nas áreas de gastronomia, turismo e hotelaria vamos formar profissionais completos e conseguir mudar a realidade de muita gente nesta cidade”, comemora o empresário.

A escola intercala teoria e prática, em cursos que vão formar profissionais completos como os cursos de Chef de Cozinha, Chef de Carnes e Chef de Panificação.

Josemar explica que o perfil do estudante de gastronomia é bastante variado. Existem pessoas que já estavam inseridas no mercado de trabalho, buscando capacitação na área, bem como aqueles que cozinham por hobbie, e também estudantes que saem do ensino médio em busca dessa profissão.

A qualificação também estimula a abertura do próprio negócio, pois o aluno aprende a gerenciar um empreendimento na área, nas aulas Gestão de comércio e empreendedorismo. A média salarial dos profissionais de gastronomia também é um grande atrativo do segmento.

Outros ramos da Gastronomia

Além dos restaurantes e de várias áreas comerciais, existem outros locais para inserção desse profissional. Uma delas é a Gastronomia hospitalar que, junto à Hotelaria Hospitalar, proporciona maior conforto e qualidade alimentar aos pacientes e acompanhantes.

Para quem prefere trabalhar como autônomo, ser Personal Chef é uma boa opção. Ele realiza todo o trabalho, desde as compras, preparação dos pratos, as aulas de culinária na casa do cliente. Outro exemplo é a gastronomia industrial, onde o gastrônomo é responsável pela elaboração da alimentação dos funcionários de indústrias.

“Área para atuar não falta, e no que depender da Escola Chef Gourmet, todos sairão daqui aptos para se tornarem Chefs de sucesso. De Jaraguá do Sul, para o mundo”, conclui Lopes.

A escola fica na Rua Reinoldo Rau, 565, no Centro de Jaraguá do Sul. Para mais informações, acesse o Facebook ou o Instagram da escola, ou acesse o site oficial da Escola Chef Gourmet. Contatos: (47) 3055-0679 e 9 9115-8506.