Com a melhoria da situação sanitária e vacinal da maioria dos países, cada vez mais as alterações genéticas, congênitas ou do desenvolvimento cognitivo têm sido responsáveis por parcelas importantes da morbimortalidade infantil. Essas crianças, muitas vezes, precisam de vários profissionais para desenvolver as suas potencialidades e/ou mantê-las saudáveis e confortáveis.

A essas que a pediatra e especialista em genética médica, Dra. Ana Cecília Medeiros Mano Azevedo, chama de “Crianças Especiais”.

"Não me entendam mal, eu sei que todas as crianças são especiais mas aqui me refiro a crianças com necessidades especiais. Essas crianças possuem particularidades que devem ser vistas e tratadas de maneira a permitir uma saúde física e mental dentro das suas capacidades", destaca a pediatra.

Falando sobre a Síndrome de Down, a Dra. Ana Cecília ressalta que essas crianças podem precisar de acompanhamento com cardiologista, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo e endocrinologista, entre outros.

Foto: Matheus Wittkowski | OCP News

Segundo ela, é necessário um profissional que olhe esse indivíduo por inteiro e integralize esse cuidado fazendo uma ponte entre todos os profissionais e especialistas.

"Esse é o papel de um pediatra com experiência em acompanhar crianças com essas particularidades. Você sabia que crianças com Síndrome de Down precisam de cuidado especial com a sua coluna cervical? Sabia que têm mais chance de desenvolver mais algumas doenças do que outras crianças?", questiona Dra. Ana Cecília.

A especialista ainda pontua que as crianças com alterações no neurodesenvolvimento como Autismo ou Déficit de Atenção e Hiperatividade também precisam de um olhar clínico diferenciado que integre terapeutas e ajude a criança a desenvolver o seu potencial.

Foto: Matheus Wittkowski | OCP News

Sobre a especialista

A Dra. Ana Cecília Medeiros Mano Azevedo é médica pediatra com Mestrado e Doutorado na área de Genética Médica pela UFRGS. Atende em Jaraguá do Sul na Clínica Crescer - espaço multidisciplinar. Contato: (47) 3058-2897.