O número de pessoas acima dos 50 anos diagnosticadas com DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) tem aumentado exponencialmente em Jaraguá do Sul. A afirmação é do urologista Lucas Sfier Galdino, 33, da clínica Uro Centro, especializada em Urologia na cidade.

Essa elevação é um reflexo do quadro nacional. O índice de pessoas nesse perfil, infectadas, dobrou na última década no Brasil. Dados do Ministério da Saúde, divulgados em 2018, apontam alta de 103%.

“Uma das causas é o contexto da vida moderna onde pessoas mais maduras, com mais saúde e num cenário de separação, saem em busca de novos parceiros e parceiras”, diz o médico Raphael Lahr, 36, sócio na clínica Uro Centro.

Segundo os especialistas, esse público tem mais facilidade em encontrar sexo hoje do que em décadas passadas, mas, em contraponto, está deixando o preservativo de lado. “Lidamos com isso diariamente aqui na clínica”, dizem.

De acordo com Galdino, quando diagnosticadas com antecedência, as chances de cura aumentam. “Somos especializados em cirurgias minimamente invasivas, ou seja, laparoscopia e procedimentos sem cortes”, afirma, em menção a todo tipo de doença nos órgãos genitais.

Lahr reforça que o profissional urologista trata tanto de homens quanto de mulheres e o tempo de resposta do procedimento depende da idade e das condições de saúde do paciente. “Por isso é prudente consultar o especialista sempre”, explica.

Homens são mais resistentes

Segundo os médicos, os homens ainda resistem em procurar o urologista. “Geralmente, são as esposas ou namoradas que marcam a consulta”, dizem. “Eles também mostram dificuldade em se abrir diante do especialista.”

Galdino lembra que o diagnóstico preciso é fruto de exames, mas também de uma boa conversa entre médico e paciente.

“O roteiro quase sempre se repete. É naquela conversa informal no fim do atendimento que o homem começa a falar sobre o que lhe incomoda”, afirma.

Tipos de DSTs:

  • Aids: causada pela infecção pelo HIV (vírus da imunodeficiência adquirida).
  • Cancro mole: feridas dolorosas com base mole.
  • Condiloma acuminado ou HPV: é uma lesão na região genital.
  • Gonorréia: pingadeira, esquentamento. Nas mulheres, essa doença atinge principalmente o colo do útero.
  • Clamídia: apresenta sintomas parecidos com os da gonorréia, como corrimento no canal da urina e dor ao urinar.
  • Herpes: pequenas bolhas localizadas principalmente na parte externa da vagina e na ponta do pênis. Podem arder e causam coceira intensa.
  • Linfogranuloma venéreo: lesão genital de curta duração (de três a cinco dias), que se apresenta como uma ferida ou como uma elevação da pele.
  • Sífilis: pequena ferida nos órgãos sexuais (cancro duro) e com ínguas (caroços) nas virilhas.
  • Tricomoníase: corrimento amarelo-esverdeado, com mau cheiro, dor durante o ato sexual, ardor, dificuldade para urinar e coceira nos órgãos sexuais.

Onde encontrar

A Uro Centro fica anexo à Interclínicas na rua Amazonas, 75, no Centro de Jaraguá do Sul. Para marcar uma consulta com os urologistas Lucas Sfier Galdino e Raphael Lahr, basta entrar em contato pelo telefone (47) 3084-0003. Acompanhe também a clínica no Facebook e Instagram.