Muitos não sabem, mas através da técnica do “Martelinho de Ouro” é possível reparar veículos que os olhares menos treinados jurariam que seriam impossíveis de corrigir sem trocar a peça inteira ou pelo menos retocar a pintura.

O método já é muito conhecido, mas não é tão simples de ser feito. Ele demanda muita prática e conhecimento dos profissionais que a aplicam. De acordo com João Chaves, especialista em funilaria e pintura e proprietário da empresa Chaves Martelinho de Ouro em Jaraguá do Sul, a técnica funciona através de batidas precisas no lugar certo e com a força certa para fazer a lataria voltar ao formato original.

“O martelinho de ouro nasceu nos dos Estados Unidos e revolucionou o mercado da latoaria. Amassados que dariam muito trabalho antigamente podem ser consertados hoje em dia sem precisar refazer a pintura do veículo”, explica Chaves.

Quando abriu a empresa, em novembro de 2009. A empresa fazia somente o serviço de martelinho de ouro, porém, Chaves percebeu que precisava expandir a atuação dela para que pudesse atender melhor os clientes.

Foto: Matheus Wittkowski | OCP News

Embora a técnica seja revolucionária e faça “milagres”, em alguns casos ela não é suficiente para corrigir todos os problemas. Por isso, chaves decidiu inserir os serviços de funilaria, pintura, polimento, limpeza interna e espelhamento na empresa também, afinal, trabalhou com essas técnicas por muito tempo antes de aprender o martelinho de ouro.

“Nós prezamos muito pelo bom atendimento dos meus clientes e por isso abri meu leque de opções. Independente da extensão dos danos nos veículos, conseguimos encontrar solução ideal para quem procura pela Chaves Martelinho de Ouro”, completa o especialista.

Quando vale a pena fazer o martelinho de ouro?

Muitas pessoas não sabem, mas a pintura de um veículo tem uma importância muito maior do que somente estética. Ela serve também para proteger o metal das ações do tempo como o sol e a ferrugem, por exemplo.

Foto: Matheus Wittkowski | OCP News

Sendo assim, quando a batida lascou ou fez arranhões muito profundos na tinta, o martelinho de ouro não é recomendado. Isto porque através daquele arranhão, a umidade vai atingir a lataria e em algum tempo a ferrugem vai aparecer e não haverá mais conserto.

Chaves explica que é sempre importante procurar um profissional para diagnosticar a melhor saída.

“Somente com um olhar treinado é possível ver qual a alternativa mais viável para consertar o dano que foi causado ao veículo”, finaliza.

Onde encontrar

A Chaves Martelinho de Ouro fica na rua Roberto Ziemann, 3045, no bairro Amizade em Jaraguá do Sul. Para mais informações, entre em contato pelo telefone: (47) 9 8498-6423. Fique por dentro das novidades através do Facebook.

Foto: Matheus Wittkowski | OCP News