Agricultura de Massaranduba impulsiona o desenvolvimento econômico do município

Massaranduba é a Capital Catarinense do Arroz. Foto: Pixabay

Por: Maria Luiza Venturelli

11/11/2022 - 08:11 - Atualizada em: 23/05/2024 - 11:14

A agricultura é uma das principais atividades econômicas de Massaranduba, pois a área rural sempre teve grande importância na história do município. Desde a década de 1980, é considerada a Capital Catarinense do Arroz, pela qualidade do grão produzido na região.

Mas não é só no cultivo de arroz que o município se destaca, pois os produtores rurais também têm foco na produção de banana, palmáceas, eucalipto, pinus e criação de peixes em açudes, principalmente tilápia.

Banana

Assim como em várias outras cidades da região, cultivo de bananas está presente em Massaranduba. Foto: Pixabay

Em Massaranduba, o cultivo de banana surgiu pela produção ser comum em toda a região, por conta do clima favorável, terra apropriada e muito fértil, além de ser produzida o ano inteiro e ter grande poder comercial.

Muitos produtores possuem estufas com equipamentos novos e modernos, com sistema de controle de umidade, assim, a banana e as outras frutas têm o ciclo de vida prolongado. Depois de maduras, elas ficam com melhor aparência.

Palmáceas

As palmáceas são plantadas em diferentes regiões da cidade. Foto: Pixabay

O cultivo de palmeiras também já é uma marca na agricultura de Massaranduba. A planta não exige muitos cuidados e é muito admirada pela beleza natural. Elas precisam ser cultivadas em áreas com bastante espaço para que se desenvolvam bem.

O solo também precisa ter boa qualidade e ser enriquecido com adubo, essencial para o desenvolvimento. Além disso, a palmeira é natural de regiões tropicais e a luz do sol é essencial para ela. Sendo assim, todo o ambiente massarandubense favorece o cultivo.

Eucalipto

Cultivo de eucalipto também está em foco na região. Foto: Pixabay

Os eucaliptos podem ser usados para as mais diversas finalidades: lenha, estacas, moirões, dormentes, carvão vegetal, celulose e papel, chapas de fibras e de partículas, movelaria, geração de energia, medicamentos e várias outras.

O cultivo de eucalipto é muito favorável para a economia de Massaranduba, por conta da utilização diversificada de sua madeira e grande procura pelo material produzido. Também possuem alto crescimento e capacidade de adaptação às diversas regiões ecológicas.

Criação de peixes

Referência na criação de peixes, principalmente tilápia. Foto: Pixabay

Massaranduba é referência na organização dos produtores e na piscicultura de água doce. Atualmente conta com 94 produtores comerciais que obtêm uma produção superior a 1.700 toneladas ao ano, sendo o maior produtor de peixe de água doce do estado.

Apesar do alto gasto com ração, que representa 84% do custo operacional efetivo, a criação de tilápia na região se mostrou um negócio atrativo financeiramente, principalmente pelo modelo produtivo onde o próprio produtor conduz todas as atividades de produção, com foco na criação de tilápias.

A alta criação de peixes em Massaranduba explica a presença de tantos pesque pagues na região, que são uma ótima opção para moradores e visitantes, com pratos típicos em ambientes de muita natureza.

Pinus

Plantação de Pinus se destaca em Massaranduba. Foto: Pixabay

O Pinus é uma árvore de fácil plantio e adaptação, que cresce rapidamente e não exige solos extremamente férteis, ricos em matéria orgânica. Devido a estas características a sua utilização está ganhando cada vez mais escala, inclusive em Massaranduba.

Com o crescimento das plantações, o preço da madeira Pinus se tornou mais atrativo em relação a outras espécies, sendo significativo para a economia de Massaranduba e região.

Prêmios

O município conquistou um prêmio pela participação das mulheres na agricultura. Foto: Prefeitura de Massaranduba

Em 2020, houve participação ativa da mulher na agricultura através do projeto “Gestão Ambiental para Mulheres Agricultoras como Ferramenta para a Sustentabilidade”. A proposta era ensinar gestão ambiental para mulheres agricultoras por meio da educação e percepção ambiental, adotando medidas agroecológicas para o desenvolvimento sustentável das propriedades rurais.

Esse projeto concedeu à Massaranduba o prêmio “Expressão de Ecologia”, considerado hoje, a maior premiação ambiental do sul e a mais antiga do país. Ele é realizado anualmente pela Editora Expressão desde 1993, um ano após a Rio 92, a conferência da ONU que inaugurou uma nova era ambiental. Foi a segunda vez que o município recebeu o prêmio, a primeira foi em 2017, com o projeto “Semente Viva”.

 

Notícias no celular

Whatsapp

Maria Luiza Venturelli

Jornalista apaixonada por contar histórias inspiradoras, formada pela Faculdade Ielusc