Uma moradora de Florianópolis encontrou um filhote de cobra dentro da pia na cozinha de casa. Patricia Stefany, 54 anos, havia comprado uma couve-flor num comércio no bairro Ingleses, na região Norte da capital e quando chegou em casa teve a surpresa. O caso ocorreu na sexta-feira (24).

Em entrevista ao G1, Patricia contou que o animal saiu de dentro do legume e ficou na bancada da pia após ela manipular o alimento. Inicialmente, ela e a amiga acreditaram que fosse um animal de brinquedo, mas tomaram um susto quando perceberam que se tratava de uma cobra de verdade.

"Ela meteu a mão para segurar achando que era brinquedo. Aí ela [a cobra] só deu uma arranhadinha no dedo, não conseguiu picar. Daí virou um ‘fervo’ esse apartamento. Tu imagina, toda a mulherada, uma gritaria, corre para cá, corre para lá. Ela [amiga], pegou uma vassoura e imobilizou ela [cobra] para que não fosse para outro lugar", contou.

O animal foi capturado e solto na natureza após o incidente. Patricia conta que informou o estabelecimento sobre o caso.

"Foi um susto grande. É uma coisa que a gente, quando vai no sacolão, tem que observar", afirma.

Não peçonhenta

O biólogo jaraguaense, Christian Raboch, foi consultado pelo G1 e após analisar a imagem do animal disse que era de uma espécie não venenosa.

Foto: Christian Raboch/Arquivo Pessoal.

A cobra é da espécie da espécie Dormideira (Dipsas neuwiedi) mesmo sendo inofensiva, ela é confundida com a jararaca, que é uma das principais responsáveis por acidentes com cobras no país.

As dormideiras chegam a cerca de 50 centímetros, já as jararacas podem chegar até 1,40 metro de comprimento.

*Com informações do G1 SC.