A quinta-feira (12) amanheceu cinza em Jaraguá do Sul e não foi por causa de tempo fechado. A Epagri-Ciram confirmou que a névoa acinzentada que cobriu a cidade é consequência das queimadas que atingiram o Norte do país e também do incêndio na região da Grande Florianópolis.

O meteorologista Marcelo Martins, da Ciram (Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina), explica que a fumaça vista em Jaraguá do Sul tem duas origens.

A primeira delas são as queimadas ocorridas na Amazônia e também em países vizinhos ao Brasil, diz Martins.

Foto Divulgação/Ciram

Ele avalia ainda que a fumaça do incêndio que atingiu o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, nesta terça-feira (10), também contribuiu para o fenômeno no município.

Ele explica que a dispersão da fumaça por longas distâncias é normal, sendo carregada pelo vento. Mas, entre esta quinta e sexta-feira, a fumaça no ar deve diminuir.

"Está passando uma frente fria (na região), e com o aumento da nebulosidade e da ocorrência de chuva, diminui a fumaça", ele informa.

Veja o vídeo exclusivo do OCP gravado na tarde desta quinta-feira, por volta das 15h:

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger