O sorriso de Zita Santana Delucca, 68 anos, mostrava a satisfação em receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Ela foi uma das primeiras pessoas a serem imunizadas na Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) Edla Jordan, no bairro Petrópolis, na manhã desta terça-feira (30).

Agora, além da Central de Imunização do Centreventos Cau Hansen, os joinvilenses podem optar por se vacinar em uma das nove UBSFs que reforçam o esquema de vacinação na cidade. A iniciativa foi tomada após o município receber um volume maior de doses na última semana.

 

 

“A minha filha já tinha feito o cadastro e a gente estava só esperando abrir o agendamento. O meu marido que tem dificuldade de locomoção foi vacinado em casa. Estamos felizes porque logo tudo isso deve passar”, afirmou Zita.

Minutos antes de a idosa receber a dose, quem estava na sala de vacinação era Doraci Braz da Silva, de 72 anos.

“A minha casa fica pertinho do posto. Ontem, a filha que mora em Criciúma agendou pra mim. Ela ficou feliz quando viu que tinha vaga aqui. É tão perto que eu vim caminhando”, contou a aposentada.

Antes de receber a vacina, além de apresentar a documentação que comprove a idade, a pessoa responde um questionário rápido. Os vacinadores precisam saber se a pessoas teve sintomas de Covid-19 nos últimos 30 dias e se tomou outras vacinas há duas semanas.

É necessário esperar estes prazos para ser vacinado. Outra pergunta é se a pessoa faz algum tipo de tratamento que possa resultar em quadros de imunossupressão. Nestas situações, o paciente deve apresentar uma autorização médica.

Agendamento

Para a coordenadora da UBSF Edla Jordan, Tarciana Regina Adriano, o modelo de imunização por agendamento colabora com a agilidade do processo.

“Nós temos a sala especial para vacinação. Também atendemos a população que precisa receber os outros imunizantes. Com o agendamento para a vacina contra a Covid-19, conseguimos atender a demanda sem que as pessoas fiquem esperando muito tempo”, explicou.

A orientação é que a população com mais de 60 anos e os trabalhadores da saúde realizem o pré-cadastro no site da Prefeitura de Joinville.

Ele não garante vaga para a imunização, porém acelera o processo na hora de agendar e também é uma importante ferramenta para que os gestores da Rede Municipal de Saúde possam fazer um levantamento prévio do público a ser vacinado em cada faixa etária ou grupo prioritário.

Fonte: Prefeitura de Joinville