A literatura em seu sentido mais amplo é o que move a 11ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul, que começa a partir desta quinta-feira (10). O evento tem como objetivo mostrar a presença e a importância da "Literatura em todos os sentidos", seguindo o tema escolhido para este ano. Discussões sobre machismo e defesa dos direitos das mulheres, quebra de preconceitos, debates sobre produção literária e até conversas sobre o amor prometem movimentar o tradicional evento jaraguaense e mostrar que a leitura vai além do entretenimento. Com uma programação intensa com atividades todos os dias e para todos os tipos de público, além da comercialização de diversos títulos, a feira se consagra como uma importante ferramenta de incentivo à leitura e à produção literária. Conforme o coordenador geral, o escritor e editor João Chiodini, esse é um dos principais papéis do evento. "Temos programação diversificada, como vem sendo em todos os anos, preparada para atender todo o tipo de público. Sempre acompanhando a evolução dos nossos leitores, estimulando novos escritores e também trazendo convidados que ampliem o debate e senso crítico", resume. Por isso mesmo a escolha de mostrar a literatura em todos os sentidos. "Há um movimento generalizado em todo o mundo onde todos os segmentos e ideologias estão buscando seus espaços. Todas sabem que têm direito e a mesma representatividade, então resolvemos trazer isso para a Feira", conta. Exemplo disso são convidados como Fernanda Young e Ricardo Aleixo, que utilizam da palavra para defender gêneros e suas ideologias. Além deles, a feira recebe o ícone da literatura fantástica Eduardo Spohr e o poeta e cronista Fabrício Carpinejar. "São nomes como esses que servem para mostrar que a literatura não é só educacional e de entretenimento, mas também tem poder social e ideológico muito forte. Trazer isso para os nossos leitores contribui para a formação do pensamento crítico e de cidadãos com consciência e poder de pensamento melhor", enfatiza. Além dos nomes nacionais, o evento conta com o lançamento de diversas obras de escritores da cidade e outros estados, apresentações teatrais, musicais e contações de histórias. Tudo ocorre nas dependências do Centro Cultural Scar, sendo que os teatros da unidade são destinados para as grandes atrações e espetáculos e, no lado externo, no estacionamento, está montada a estrutura para o Galpão da Leitura. Nele ocorrem as contações e também a comercialização de livros. Neste ano, são 16 expositores que ocupam o espaço. Toda programação é gratuita. Intenção é receber 65 mil visitantes A expectativa da organização é de que mais de 65 mil pessoas circulem durante os dez dias de Feira do Livro. "Estamos recebendo cada vez mais contatos de pessoas de outras cidades que querem vir conhecer”, conta João Chiodini sobre o sucesso do evento que se consolida no Estado. A boa procura se deve ao renome que a Feira alcançou e também aos convidados e série de atividades oferecidas gratuitamente. O público infantil costuma responder pela maior fatia de público. "As escolas sempre têm uma mobilização muito grande para trazerem os alunos ao evento e este ano não é diferente. A Secretaria de Educação e a de Cultura são parceiras importantíssimas, e ajudam a mobilizar esses grupos também", conta. Junto deles, o coordenador geral destaca a parceria do Sesc na realização. A entidade é responsável pelo circuito de contação de histórias. Além dessas instituições, a feira conta com o apoio financeiro do jornal "O Correio do Povo",  Zanotti, WEG, Elian, Flexível, Mime e Duas Rodas por meio da Lei Rouanet. Musical para toda a família abre primeira noite da programação A primeira noite da Feira do Livro já mostra a variedade do evento e a forte presença de atrações para serem aproveitadas pela família inteira. Após a abertura oficial, às 19h30, sobe no palco do Grande Teatro da Scar a Cia. Trip de Teatro. O grupo de Rio do Sul traz para a cidade o espetáculo musical "Sou Lenda, Sou Maria", uma história romântica, cantada e contada por meio de lendas de personagens do folclore brasileiro e tradicionais cantigas infanto-juvenis. Tendo como protagonistas Maria e João, a narrativa mostra a fuga do casal em busca da liberdade. Pelo caminho, eles passam encontram diversos personagens do folclore brasileiro, do sedutor Boto Cor-de-Rosa ao saltitante Saci Pererê, entre outros. A iniciativa leva os espectadoras para uma viagem musicada ao universo folclórico. Assim como no primeiro dia, os demais dias de Feira do Livro contam com espetáculos musicais, teatrais e contações de histórias - estas nos períodos da manhã e tarde - que podem ser aproveitadas de maneira gratuita por todo o público. Entre os que serão apresentados estão as contações "Histórias de Malasartes" da Cia. Essaé já no primeiro dia, e "Viramundo - histórias do mundo todo" de Leomir Bruch, e a peça teatral "Napo - um menino que não existe" da Cia Abração. Há também presença de peças jaraguaenses como "O patinho feio" e "Vanu, o vampiro trapalhão", ambas do Gats, e o show musical Tempero Moderno, de Samuca Chiodini. SERVIÇO O quê: 11ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul Quando: desta quinta (10) até 20 de agosto - visitação de segunda a sexta-feira das 9h às 21h, sábados das 9h às 19h, e domingos das 10h às 18h Onde: dependências do Centro Cultural Scar  Quanto: programação totalmente gratuita PROGRAMAÇÃO Quinta-feira (10) 9h – Início das atividades no Galpão da Leitura e Teatros 8h30, 10h, 14h e 15h30 - Contação de histórias: Histórias de Malasartes (Cia. Essaé - Joinville/SC) 19h – Abertura oficial do evento 19h30 – Musical: Sou Lenda, Sou Maria – Cia Trip de Teatro – Grande Teatro 21h – Término das atividades no Galpão da Leitura e Teatros Sexta-feira (11) 9h – Início das atividades no Galpão da Leitura e Teatros 8h30, 10h, 14h e 15h30 – Contação de histórias: Por 3 fios (Cia Essaé - Joinville/SC) 19h30 – Anjos e demônios, com Eduardo Spohr (RJ) – Grande Teatro 21h – Término das atividades no Galpão da Leitura e Teatros Sábado (12) 9h – Início das atividades no Galpão da Leitura e Teatros 9h30 – Contação de histórias: Viramundo - Histórias do mundo todo – Leomir Bruch 10h – Lançamento do livro Crimes em nome de Deus – Fernando Bastos 10h30 – Lançamento dos livros Teatro Catarina – 15 anos e A estrada do viajante – Jairo Maciel 11h – Lançamento do livro Liderança e Espiritualidade – Tânia R. G. Nunes (coautora) 11h30 – Lançamento do livro Como escrever ficção – Milton Maciel 13h30 – Contação de histórias: Viramundo - Histórias do mundo todo – Leomir Bruch 14h – Lançamento do livro Aforismos sobre a vida e a morte – Felipe Bryan dos Santos 14h30 – Lançamento do livro Pavão de seis cores – Lucas Haas Cordeiro 15h – Lançamento do livro O mendigo – Carlos Santhyago 15h30 – Lançamento do livro Mundos Paralelos – A Ponte – Rosana Ouriques 16h – Napo – Um menino que não existe. Cia Abração (Curitiba/PR) - Espetáculo Teatral 17h – Contação de histórias: Viramundo - Histórias do mundo todo – Leomir Bruch 18h – Sexo, estragos e videotape, com Fernanda Young (RJ) – Grande Teatro Veja também: Feira do Livro de Jaraguá terá presenças de Fernanda Young e Ricardo Aleixo