Com os números de adoção em queda, os grupos de proteção animal de Jaraguá do Sul não estão mais conseguindo abrigar cães e gatos.

Diariamente, surgem postagens nas redes sociais pedindo à população que acolha os encontrados nas ruas temporariamente, mas isso também não vem acontecendo.

As ONGs, com ou sem abrigo próprio, estão lotadas. Não há vagas!

Na medida que o abandono cresce, as doações são reduzidas. Os animais se reproduzem ao relento com facilidade porque falta castração.

São muitas mãezinhas esperando filhotes ou já com ninhadas ainda muito frágeis passando fome e enfrentando chuva e sol.

 

 

Por isso, adoções conscientes – aquelas em que o tutor sabe de todas as responsabilidades necessárias para cuidar do bichinho até o fim da vida – são de extrema necessidade no momento.

Como já foi dito aqui na Coluna, “quem adota um, salva dois”, pois abre vaga para um novo acolhimento. E, quem não consegue adotar no momento, mas tem condições de oferecer outro tipo de ajuda, pode doar alimento ou destinar algum valor.

A Ame Animais, que possui abrigo e oferece serviço de banho e tosa a preços populares, também não está conseguindo mais abrir vagas a cães e gatos. E um dado chama muito a atenção: na maioria das vezes, são os pretinhos que sobram.

Disponíveis para adoção

Cães pretos
Divulgação/Ame Animais

  • Fêmea, dócil, 3 anos
  • Fêmea, pequeno porte, 1 ano, medrosa

Filhotes de gatos preto e tigrado
Divulgação/Ame Animais

  • Filhotes

Gato branco, cão marrom e cão preto
Divulgação/Ame Animais

 

  • Macho, muito meigo e carinhoso
  • Macho, pequeno porte, 10 meses
  • Macho, pequeno porte, 1 ano, brincalhão, adora crianças

Gato marrom e cão preto
Divulgação/Ame Animais

  • Fêmea, castrada
  • Fêmea, filhote de porte grande, 5 meses

Contato

  • Ame Animais – (47) 99644-9386
  • Ajude pelo Pix – telefone 47996449386.