O desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus (SARS-Cov-2) será coordenado pelos pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) André Báfica e Daniel Mansur, ambos do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia.

O financiamento foi aprovado na chamada do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) ‘Pesquisas para enfrentamento da Covid-19, suas consequências e outras síndromes respiratórias agudas graves’, cujo resultado final foi divulgado nesta semana.

 

O projeto é uma parceria dos professores da UFSC com pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade de Cambridge (Inglaterra), o Instituto Butantan e Karolinska Institutet (Suécia).

A proposta é uma BCG recombinante: aproveitar a plataforma vacinal da BCG (uma vacina antiga e segura) para o novo coronavírus através da expressão de proteínas que induzam uma resposta imune efetiva contra o novo coronavírus por mais tempo.

“Um dos achados recentes na literatura médica é que as respostas imunes contra este vírus também envolvem linfócitos T, por exemplo, CD4 e CD8. Com a BCG recombinante, hipotetizamos que haverá indução deste tipo de resposta. Se isso for verdade, pensando lá no futuro, teríamos na mesma injeção uma vacina dupla, contra a tuberculose e contra a Covid-19, que as crianças tomam quando ainda estão no hospital. Claramente isto está muito longe. Estamos na parte inicial, desenhando os alvos do ponto de vista molecular”, explica Báfica.

A esperança é que os primeiros experimentos sejam realizados em janeiro.

“Inicialmente, vamos trabalhar nos vetores vacinais. Essa primeira parte, construir a bactéria recombinante, demora cerca de seis meses para que fique pronto. Depois, é preciso testar se este protótipo de vacina induz uma resposta imune contra o coronavírus”, planeja o pesquisador.

Contratação de bolsistas

O financiamento aprovado pelo CNPq prevê a contratação de bolsistas de desenvolvimento tecnológico para apoio dos grupos de pesquisa.

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação no Estado de Santa Catarina (Fapesc) vai abrir chamada de um edital de bolsas de pós-doutorado e pós-graduação para quem receber financiamento do CNPq.

De R$ 2 milhões, a verba foi diminuída para R$ 1,7 milhão, e ainda precisa ser dividida com as instituições parceiras.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp