Ao contrário de Blumenau, a mobilização nacional contra a reforma da Previdência Social, que promete paralisar serviços em todo o país, não irá afetar o funcionamento do transporte coletivo da cidade de Gaspar nesta sexta-feira (14).

De acordo com a Prefeitura, os trabalhadores que atuam nas empresas Coletivo Caturani, responsável pela operação dos ônibus no município, e Verde Vale, que gerencia as linhas intermunicipais, resolveram não aderir à greve geral.

Quer receber as notícias no WhatsApp?