Foto Divulgação/Prefeitura de Blumenau
Foto Divulgação/Prefeitura de Blumenau

O Sindetranscol, sindicato que representa os trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau, anunciou que realizará uma paralisação nesta sexta-feira (14), no período das 3h30 às 7h.

A previsão do Seterb é que as tabelas de horários das linhas fiquem comprometidas após o retorno das atividades às 7h, e que a regularização da operação, com o real cumprimento dos horários, ocorra por volta das 9h.

Na ocasião, em virtude da paralisação, os corredores de ônibus, com exceção do contrafluxo da rua 2 de Setembro, estarão liberados das 3h30 às 8h.

Segundo o comunicado, a categoria resolveu aderir à greve geral que ocorrerá em todo o país contra a reforma da Previdência Social, encaminhada pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso Nacional. Para o sindicato, “a proposta dificulta o acesso e acaba com o direito à aposentadoria”.

Veja o comunicado na íntegra

"A proposta de Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro dificulta o acesso e acaba com o direito à aposentadoria.

Ela cria uma idade mínima e acaba com a aposentadoria por tempo de contribuição. Para as mulheres, a idade mínima de aposentadoria será de 62 anos, e para homens, de 65. Além disso, beneficiários terão que contribuir por um mínimo de 20 anos e para ter direito a 100% do salário terão que contribuir por 40 anos.

O BPC, Benefício de Prestação Continuada, concedido aos mais pobres será reduzido de R$ 998 para R$ 400. Trabalhadores rurais e professores, principalmente mulheres, serão os mais afetados, com aumento do tempo de trabalho e de contribuição.

O sistema de contribuição partilhada existente hoje, onde todos contribuem solidariamente, será substituído pela contribuição individual. É a Capitalização, onde o trabalhador fará sozinho sua própria poupança dando seu dinheiro a bancos e financeiras. Esse sistema não deu certo em nenhum lugar do mundo. No Chile, apenas metade dos trabalhadores conseguiram se aposentar, 44% estão abaixo da linha de pobreza e 80% recebem menos de um salário mínimo.

Na próxima sexta, dia 14 de Junho, trabalhadores de todo o país estarão unidos em defesa dos direitos. Será um dia nacional de lutas com manifestações, assembleias, atos públicos e paralisações. Uma grande mobilização nacional em defesa da aposentadoria e da previdência social do povo trabalhador.

Em Blumenau, Ato Público às 10 horas na Praça do Teatro Carlos Gomes.

A diretoria do Sindetranscol conclama todas as categorias de Blumenau e região a participar da greve geral nacional contra a reforma da previdência e informa a população que o transporte coletivo de blumenau estará paralisado totalmente das 3h30 às 07h.

Em defesa do direito a uma aposentadoria digna para todos!"

Quer receber as notícias no WhatsApp?