Por Drika Evarini | Foto Divulgação Menos de uma semana após um trabalhador jaraguaense morrer em um acidente de trabalho no Porto de São Francisco do Sul, uma explosão em um rebocador provocou a morte de outro homem no início da noite de sábado (17) no mesmo local. O acidente aconteceu por volta das 18h30, na praça de máquinas da embarcação WS Itaqui, que estava atracada no cais do porto. A vítima, que não teve a identidade divulgada, estava fazendo reparos em reversor. Ele era mecânico e, assim como o jaraguaense, trabalhava em uma empresa terceirizada. Ele chegou a ser socorrido inicialmente pelo Órgão de Gestão de Mão de Obra do Trabalho Portuário Avulso do Porto Organizado de São Francisco do Sul (Ogmo) e encaminhado ao Hospital Nossa Senhora da Graça, mas não resistiu. A Wilson Sons Rebocadores, a quem a embarcação pertence, emitiu um comunicado oficial no domingo (18). Em nota, a empresa lamenta o ocorrido e afirma estar prestando toda a assistência à família da vítima. A Wilson afirma também que está apurando as causas e as circunstâncias em que o acidente ocorreu. Já a Polícia Civil afirma que o acidente está sendo tratado da mesma maneira ao anterior, avaliando a necessidade de instauração de inquérito para apurar se houve negligência, do contrário, ambos os casos serão registrados como morte por acidente de trabalho.