O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaraguá do Sul e Região (Sinsep) emitiu uma nota onde repudia as informações apontadas como distorcidas sobre os salários dos servidores públicos divulgadas há vários dias no Portal da Transparência da Prefeitura de Jaraguá do Sul. Ainda segundo o Sinsep, os mesmos servidores que já sofrem com a retirada de direitos por parte da atual administração e que sequer receberam o reajuste salarial anual, agora estão sendo vítimas da incorreção de números que coloca os seus salários a patamares muito acima da realidade. "Para nós, do Sinsep, trata-se de mais um episódio que prejudica a imagem dos servidores perante a comunidade jaraguaense, como se fôssemos uma casta de privilegiados que 'choram de barriga cheia'", diz a nota. O Sinsep exige uma explicação da administração municipal, por considerar que não é plausível a explicação de que houve problemas técnicos e que, em decorrência disso, o portal "se encontra inoperante". "Tão inoperante que até o presente momento os servidores e a população continuam acessando as informações inverídicas, com a maior naturalidade. O Sinsep exige a imediata correção dos valores divulgados erroneamente. Perguntamos, mais uma vez: cadê a transparência da atual administração municipal?" A professora de inglês, Elizandra Costa, cadastrada como professora de ensino fundamental com licenciatura plena, é um dos exemplos. Embora seus vencimentos para 36 horas sejam em torno de R$ 3.600, o valor do vencimento da professora aparecia no Portal da Transparência como mais de R$ 7 mil. "A questão é saber se estes dados não podem ser usados para adquirir benefícios irregulares", questiona. Outra servidora da Educação, Mari Camara, cujo salário-base é de em torno de R$ 3.300, valor este que com alguns adicionais pelos quase 20 anos de carreira, não passa dos R$ 5 mil, exibiu seu holerite em sua rede social com o valor de mais de R$ 9.800 que constava no portal. "Meu desejo é que a verdade seja posta para a população", destacou. Prefeitura reitera que houve erro técnico Por meio de sua assessoria de imprensa, a Prefeitura informou que a empresa Betha Sistemas está trabalhando para resolver o problema. O diretor de TI, Samarone Zimmermann, confirmou que houve um comunicado de que os dados não estão batendo e que os técnicos estão trabalhando para resolver o mais rápido possível. O erro foi detectado em um momento difícil, porque teria que parar a geração da folha de pagamento dos servidores, mas está sendo resolvido, tanto que na tarde desta terça-feira (22), os valores estavam inacessíveis. A NOTA DA PREFEITURA: "A Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Diretoria de Tecnologia da Informação, comunica que, devido a problemas técnicos, o Portal da Transparência se encontra inoperante. A equipe técnica da Diretoria de TI já notificou a prestadora de serviços e está cobrando breve solução".