A Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, divulgou os números de atendimentos da Atenção Primária à Saúde (APS), referentes ao primeiro semestre de 2021.

Nenhum outro procedimento de alta e média complexidade acontece sem, antes, o paciente passar pela porta de entrada da rede que é a Atenção Primária, as Unidades Básicas de Saúde. Ela funciona como uma ordenadora dos processos que terão sequência com os atendimentos eletivos.

De janeiro a julho deste ano foram realizados 43.228 atendimentos de enfermagem e 63.488 atendimentos médicos nas UBS.

Segundo a diretora de Saúde, Silvia Regina Bonatto, as reformulações dos últimos quatro anos melhoraram o atendimento prestado aos munícipes e também se adequaram para comportar as demandas vindas do crescimento populacional da cidade.

Julho foi o mês mais movimentado com 7.204 consultas de enfermagem e 10.961 atendimentos médicos realizados nos postos.

O secretário de Saúde, Alceu Moretti ressalta a importância da atenção primária no processo de saúde do usuários SUS, uma vez que a atenção primária é a ordenadora do cuidado e cabe a ela o trabalho de prevenção e promoção de saúde.

“Salientamos que os profissionais da saúde retomaram seus atendimentos de forma integral a fim de dar continuidade dos programas de saúde”, pontua.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, no mesmo período de 2020, foram realizadas 32.659 consultas de enfermagem e 55.699 consultas médicas.

A gerente da Atenção Primária, Amanda de Lemos Mello, enfatiza que o aumento de consultas de enfermagem em 32,56% e médica em 13%, neste ano, ocorreu devido à paralisação das consultas eletivas ao longo de 2020 em função da pandemia.

“Esses atendimentos estão sendo retomados agora em 2021”, destaca.