O Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) de Jaraguá do Sul venceu o Prêmio Fritz Muller, destinado a projetos e iniciativas que resultam em beneficiosos para a conservação do meio ambiente.

O concurso está na sua vigésima edição e é concedido pelo instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) - o principal reconhecimento ambiental do Estado.

A autarquia jaraguaense venceu na categoria Educação Ambiental com o Programa de Educação e Valorização da Água (Proeva). O presidente do Samae, Ademir Izidoro, comenta que o prêmio é a valorização de um trabalho que está sendo realizado há bastante tempo.

"O Samae trabalha com esse projeto há 12 anos e a cada ano renovamos em busca da preservação do meio ambiente. Estou muito orgulhoso", destaca.

Izidoro está a frente das realizações do Samae | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Izidoro descreve que em seu mandato buscou, através do projeto, fazer com que os alunos tivessem uma constância maior na educação em sala de aula e em visitas no Samae.

"Essas pessoas que participam se tornam amigos da água e cuidam do meio ambiente. Ao contrário daqueles que não tiveram nenhuma educação ambiental", aponta.

A coordenadora do Setor de Qualidade e Meio Ambiente do Samae, Alessandra Stinghen, relata que a autarquia tem se esforçado em benefício do meio ambiente para contribuir com o futuro das novas gerações.

"Só temos a agradecer por todo apoio da comunidade, das escolas e dos professores para o desenvolvimento do projeto de educação ambiental", frisa.

A premiação será no dia 6 de novembro, na sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), em Florianópolis.  A autarquia foi indicada com outros dois projetos.

Um sobre tratamento do esgoto e resíduos sólidos, já que a cidade tem 83% de coleta do esgoto sanitário. O índice de 22% sobre a coleta seletiva também fez a cidade concorrer no concurso.

Izidoro salienta que a natureza está sendo muito bem cuidada pelo Samae.

Proeva fala sobre importância da água

Atualmente coordenado pelo Samae e pela Secretária Municipal de Educação, o Proeva foi idealizado em 2005, buscando fazer a comunidade entender que a água deve ser preservada. Desde então, ele é aplicado aos estudantes do 4º ano das escolas da rede municipal de ensino.

O projeto conta com 12 encontros em sala de aula onde são abordados temas como o ciclo da água, o ecossistema, esgoto sanitário.

No fim é agendada uma visita na Estação de Tratamento de Água com aplicação da avaliação sobre o Programa. Até julho de 2019 já foram formados 19.167 "Amigos da Água".

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?