Estiveram reunidos na manhã deste domingo (27), no Cigerd (Centro Integrado Regional de Gestão de Riscos e Desastres de Jaraguá do Sul), a secretária executiva da ADR, Cristiana Poltronieri Ziehlsdorff, o coordenador da Defesa Civil, Osvaldo Gonçalves, o coronel Amarildo, do 12° Regional da BPM, o tenente-coronel Andrade, do 14° BPM, para participar da videoconferência, com o governador do Estado Eduardo Pinho Moreira e demais secretários estaduais, com a finalidade de mapear a situação do Estado de Santa Catarina.

AO VIVO: acompanhe a paralisação dos caminhoneiros em SC

Durante a reunião, foi reforçado pela secretária da ADR que as escolas estaduais da regional de Jaraguá do Sul terão aula normal nesta segunda-feira. Reiterou-se que a informação veiculada na TV, e em seguida nas redes sociais e imprensa local, em nome da Secretária de Estado da Educação aconteceu erroneamente. No lugar de Jaraguá do Sul era pra ser citado Joaçaba e, já foi solicitado aos meios de comunicação que corrijam a informação que ainda circula em algumas redes.

Qualquer alteração na próxima semana será comunicado pela ADR. Os casos isolados serão analisados e divulgados pela agência. Inicialmente, todas as escolas continuam atendimento normal. A orientação é de que nesta semana não sejam realizadas atividades avaliativas e que o cardápio escolar seja adaptado conforme as realidades das escolas.

No cenário geral, o coronel Amarildo informou que a Polícia Militar continuará tendo como prioridade manter a ordem pública. Na regional de Jaraguá do Sul há 10 pontos de manifestação, todos ocorrendo de maneira pacífica e sem bloqueio de passagem. Quanto a escolta para transportes, foi necessário até o momento acompanhar uma carga de combustível para o município de Caçador, com a finalidade de atendimento aos serviços essenciais daquela região.

O coronel acrescenta ainda que em caso de necessidade de escolta será priorizado as situações emergenciais, e a escolta realizada conforme a disponibilidade e organização do BPM. O tenente-coronel Andrade, reforçou que até o momento foi necessário apenas uma intervenção no movimento realizado no Posto Marcola, causado por apoiadores embriagados que incentivavam o fechamento da rodovia e que foram sanados com ajuda dos próprios grevistas. Qualquer alteração será divulgada pela ADR juntamente com o grupo que monitora as situações de riscos para nossa região.

Quer receber as notícias no WhatsApp? Clique aqui

Leia mais: 

Caminhoneiros ganharão apoio em forma de manifestações populares pela região

Greve: veja como fica o funcionamento da Prefeitura de Jaraguá do Sul