A Prefeitura de Nova Veneza realizou mais uma reunião com o Legislativo e a Associação Beneditinas da Divina Providência (Abenp), que participaram de forma virtual, para tratar do futuro do Hospital São Marcos.

No encontro ficou acertado que o total de patrimônio que será repassado para o município será de 23 mil metros quadrados. As irmãs permanecem com 56 mil metros quadrados.

"As irmãs nos pontuaram os investimentos que a Associação fez ao longo dos anos e por isso elas colocaram essa condição, de permanecer com parte da área que pertence ao hospital. Agora, o nosso jurídico vai preparar os documentos para fazer a oficialização para as irmãs", relatou o prefeito Rogério Frigo.

Sobre o futuro do Hospital, o prefeito afirma que o município não medirá esforços para que volte a ser referência.

"O primeiro passo foi aceitar a proposta das irmãs, o município precisa do hospital. E já vamos começar a pensar na melhor forma de como o hospital vai funcionar. O futuro administrador do hospital terá que se comprometer com o pleno funcionamento do hospital. Esta é a nossa maior preocupação, porque a população tem que ser atendida com os melhores serviços que uma instituição de saúde pode oferecer", complementou Frigo.

A presidente da Associação, a Irmã Maria José Barbosa dos Santos, comenta que sempre houve um bom relacionamento com a administração municipal.

"Sempre tivemos um ótimo relacionamento com a prefeitura e sempre fomos bem atendidas. E conseguimos fazer um bom trabalho até agora. Desde 2020 decidimos que não iríamos continuar com o hospital porque não tínhamos pessoas para manter toda a estrutura. Mas confiamos que o município dará o melhor encaminhamento", destacou a irmã.