A Secretaria de Saúde acompanha e fiscaliza os últimos passos da reforma do Pama 1, no bairro Czerniewicz, que deve ser finalizada no início de março.

Neste momento, estão sendo feitos acabamentos, reforma na calçada e pintura externa. A reestruturação dos consultórios, salas e recepção está pronta, faltando apenas placas de identificação.

O elevador foi instalado principalmente para uso dos deficientes físicos ao andar de cima, onde funciona a Diretoria de Vigilância em Saúde. Mas, de acordo com o setor de fiscalização de obras da Secretaria de Saúde, o equipamento suporta uso frequente.

Então, pacientes não deficientes, assim como funcionários e insumos – ex. vacinas e testes, também poderão usufruir do elevador.

Foto Divulgação PMJS

O Pama 1 atualmente funciona exclusivo para casos de suspeita de Covid-19 (sintomas gripais, falta de ar, febre, dor de garganta).

Com a reforma, conta com mais salas de consultório médico, um local mais amplo e organizado para a distribuição de medicamentos, além de locais mais apropriados para testagem Covid.

O recepcionista do Pama Pablo de Melo Copetti Martins, que trabalha há seis anos na unidade, está feliz com a obra.

“Agora temos um Pama acessível a deficientes físicos e visuais, com elevador, mapa tátil. Dá mais gosto de vir trabalhar”, conta Martins.

Investimento

O investimento na obra do Pama é de aproximadamente R$ 730 mil, sendo que o elevador é um dos maiores gastos da reforma.

O prazo de entrega da reforma foi aumentado devido ao período de pandemia e atendimento exclusivo Covid, que aconteceu no Pama 1 e prejudicou o andamento da reforma.

Devido às obras o Pama 1 funcionou, por um período, no Centro Vida. Mas o atendimento voltou a ser feito no bairro Czerniewicz desde o dia 23 de janeiro.