Uma antiga reivindicação da população de Gaspar se tornou realidade, e no momento mais essencial. A partir desta segunda-feira (4), o Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro passa a contar com uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender pacientes graves com coronavírus, que necessitam de suporte avançado.

O espaço possui dez leitos que foram habilitados pelo Governo do Estado e Ministério da Saúde para funcionar, no mínimo, por seis meses. Para manter a estrutura por este período, a Prefeitura de Gaspar investirá aproximadamente R$ 3,4 milhões com recursos próprios.

A verba custeará a locação de equipamentos, incluindo ventiladores pulmonares, além da compra de materiais e insumos, e do pagamento de mais de 30 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de limpeza que atuarão no setor.

 

“Toda a equipe da Administração Municipal e do hospital, assim como nossos vereadores, empresários e comunidade, estão se dedicando para que possamos manter esses leitos para a nossa comunidade. É uma ação conjunta e quem ganha com isso é o nosso povo. Estamos nos preparando para o pior cenário, mas continuamos otimistas”, salienta o prefeito Kleber Wan-Dall (MDB).

 

Foto Amanda Weber/PMG

Nas situações mais graves, a Covid-19 pode provocar pneumonia e produzir um processo inflamatório que atinge os pulmões, fazendo com que os pacientes percam a capacidade respiratória e, portanto, precisem de ventilação mecânica. Nesses casos, o tratamento deve ser conduzido em UTI.

 

 

Além dos investimentos realizados para implantação da UTI, o Hospital de Gaspar ganhou 31 novos leitos clínicos destinados exclusivamente para o atendimento de pessoas com sintomas respiratórios.

Até o momento, a cidade de Gaspar soma 24 casos positivos de coronavírus, com um óbito. Pessoas com sintomas respiratórios devem procurar atendimento na Unidade Central, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul