As discussões, reclamações e questionamentos em torno do consumo de energia elétrica seguem intensos no país neste início de ano.

Em meio às altas contas reclamadas pelos consumidores, a Celesc lançou, nesta segunda-feira (28), a 5ª edição do Programa Bônus Eficiente, que incentiva a troca de aparelhos usados na compra de novos eletrodomésticos com bônus de 50%.

O movimento, ressalta o gerente regional da Celesc, Wagner Vogel, visa a conscientização dos consumidores e o equilíbrio do consumo, muitas vezes potencializado devido a aparelhos que consomem mais energia.

“Eles passam a consumir mais energia e essa substituição de equipamentos por ciclo de vida por um mais novo certamente traz redução de consumo”, explica.

Segundo Vogel, há duas vertentes que explicam esse consumo potencializado: o da tecnologia aplicada e o do desgaste natural dos itens.

Além disso, o gerente regional destaca ainda a economia reversa inserida no movimento de retorno de um equipamento desgastado direto para o fornecedor, podendo ele dar uma destinação adequada aos materiais.

Bônus de 50%

O programa tem como objetivo a troca de equipamentos e, para isso, concede 50% de bônus aos consumidores que atenderem aos requisitos, entre eles, a troca de um equipamento com cinco anos de uso, sem o Selo Procel.

Em Jaraguá do Sul, o estoque de eletrodomésticos destinado ao programa foi vendido ainda na segunda-feira com a necessidade de distribuição de senhas para atender a demanda.

A orientação da Celesc é de que os consumidores procurem outras unidades das Lojas Colombo – vencedora da licitação.

O investimento no programa deste ano foi de aproximadamente R$ 10 milhões para a disponibilização de 1.850 unidades de aparelhos de ar condicionado (Split 9 mil BTUS), 3,5 mil refrigeradores (1 porta e 300 litros; e 2 portas e 405 litros), 1,5 mil freezers e 52,2 mil lâmpadas LED.

Com isso, a estimativa é de que mais de 10,4 mil unidades consumidoras sejam beneficiadas no estado. No ano passado, 13.552 unidades consumidoras foram beneficiadas em 238 municípios catarinenses.

Além de possibilitar a troca de equipamentos e de lâmpadas, o programa também arrecada recursos que são destinados a entidades.

Nesta edição, a estimativa é arrecadar R$ 342,5 mil que devem ser repassadas à Associação Catarinense de Autismo (Balneário Camboriú), ao Asilo São Vicente de Paulo (Criciúma) e à Associação de Síndrome de Down (Joinville).

Como participar

  • Ser consumidor residencial da Celesc;
  • Estar adimplente e levar documentos pessoais e uma fatura de energia que serão consultados pela loja;
  • Cada consumidor titular terá direito a compra de um aparelho;
  • Possuir um eletrodoméstico em funcionamento, com mais de cinco anos de uso, sem o Selo Procel e similar ao desejado;
  • Entregar cinco lâmpadas incandescentes ou fluorescentes compactas para troca por cinco lâmpadas LED;
  • A troca será realizada no momento da entrega do eletrodoméstico, feita por funcionários da rede Colombo, na residência do consumidor. Ou seja, tanto o eletrodoméstico antigo quanto as lâmpadas não precisam ser levados até a loja;
  • Fazer uma doação no valor de R$ 50 no ato da compra. As doações serão destinadas à Associação Catarinense de Autismo (Balneário Camboriú), ao Asilo São Vicente de Paulo (Criciúma) e à Associação de Síndrome de Down (Joinville).

 

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?