A Prefeitura de Jaraguá do Sul está prestes a migrar seus dados cadastrais para um novo sistema desenvolvido pela empresa Betha Sistemas, de Criciúma. O anúncio é do diretor municipal de Tecnologia da Informação, Samarone de Mira Zimmermann, destacando que a alteração é necessária porque o sistema criado internamente desde 1988 pelos servidores já não é mais sustentável, tendo em vista que a tecnologia desenvolvida e mesmo os equipamentos onde se hospedam os dados são muito diferentes de quase 30 anos, não sendo mais possível expandir memórias ou mesmo espaço para armazenamento de informações. A migração envolverá a transferência de aproximadamente 6,5 milhões de dados – entre cadastros de pessoas e de empresas, lançamentos de impostos e execuções judiciais, por exemplo – e será realizada num período de cinco dias consecutivos por uma equipe de 20 analistas da empresa, com o apoio de servidores da Diretoria de TI. "Como será necessário suspender alguns serviços online, optamos pela execução desse trabalho no período do feriado de Corpus Christi e ponto facultativo já programado, visando diminuir impactos", adianta Zimmermann. Ele acrescenta que um comunicado oficial será emitido nos próximos dias detalhando os sistemas e horários em que estarão indisponíveis. De acordo com o diretor comercial da Betha, Anderson Felicio, o principal benefício dessa medida é a descentralização dos serviços que a Prefeitura oferece. "Com a implantação dos nossos sistemas, o cidadão pode acessar serviços municipais, como emissão de CND (Certidão Negativa de Débito), por exemplo, de casa, via web", exemplifica. Isso terá impacto direto no movimento do setor de Protocolo, onde, atualmente, 30% dos atendimentos envolvem solicitações de CND. O diretor aponta que o resultado é mais eficiência, com ganho nas duas pontas: para o munícipe e empresas, que podem usufruir de serviços online, evitando filas; e ao servidor público, que não fica mais preocupado com atendimento e sim em concluir a solicitação que chegou a ele. Para modernizar seus sistemas, a Prefeitura de Jaraguá do Sul está investindo cerca de R$ 2 milhões, conforme licitação vencida pela Betha Sistemas, em outubro do ano passado. Segundo o supervisor técnico da empresa, Ermes Carletto Junior, os procedimentos para implantação dos sistemas iniciaram em novembro/2016, com sete profissionais atuando em tempo integral numa sala nas dependências da Prefeitura, onde já passaram 23 analistas da empresa envolvidos nesse trabalho. Carletto Junior informa que já estão implantados os sistemas Cidadão Web, E-Nota, Livro Eletrônico, Procuradoria, Protocolo Fly e Tributos. Ele explica que os benefícios desses serviços online podem ser percebidos pelos números apresentados no início deste ano, de janeiro a maio. Para se ter uma ideia, nesse período houve a adesão de aproximadamente de 3 mil empresas à E-Nota, com cerca de 136 mil notas emitidas. O supervisor técnico da Betha reitera que o novo sistema, por ter o cadastro de pessoas integrado, garante mais segurança ao contribuinte – pois evita duplicidade de cobranças, por exemplo – e agilidade no atendimento. Ele acrescenta que sistemas de gestão pública como este já foram implantados pela Betha em diversas Prefeituras em Santa Catarina, como de São José, Lages, Chapecó, Criciúma e Bombinhas. *Com informações e foto da assessoria de imprensa da Prefeitura de Jaraguá do Sul