Há um mês para iniciar oficialmente a temporada de veraneio no Litoral catarinense, o clima é de otimismo por parte das secretarias de Turismo das praias mais frequentadas por jaraguaenses. Os municípios de Balneário Barra do Sul, Balneário Piçarras, Barra Velha, Penha e São Francisco do Sul vêm investindo em infraestrutura para receber os turistas. Em alguns casos, as obras visam conter o avanço do mar e recuperar estragos com a ressaca registrada entre os meses de setembro e novembro, e, em outros, incrementam a estrutura oferecida. Na última temporada, a Pesquisa Turismo de Verão 2017, elaborada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio) apontou números abaixo da expectativa no Litoral catarinense. O estudo sinalizou que os turistas que passaram por Santa Catarina foram mais econômicos com hospedagem, transporte, lazer e compras no comércio se comparado com o balanço de gastos de 2015. As praias catarinenses também receberam menos visitantes argentinos. O setor de Turismo registrou queda de 14% no faturamento. Buscando recuperar os números e ter mais fôlego, os municípios trabalham para atrair os turistas e há expectativa de crescimento em relação aos últimos anos. As cidades preparam atividades variadas durante o período, incrementando a atratividade para quem procura um fim de semana animado ou apenas o descanso oferecido pelo trio: sol, areia e mar.
Vista aérea da Boca da Barra, em Balneário Barra do Sul | Foto Divulgação/OCP
Balneário Barra do Sul Com 12 quilômetros de praia, um arquipélago com cinco ilhas e duas lagoas próprias para banho, Balneário Barra do Sul tem uma série de atrações para quem deseja aproveitar a temporada. Além de reservas de Mata Atlântica, restingas, manguezais e dunas, suas vilas de pescadores mantêm vivas as tradições açorianas nas festividades e na culinária típica à base de frutos do mar. O município vem investindo em infraestrutura, especialmente para conter o avanço do mar. De acordo com o chefe do Serviço de Esporte, da Secretaria de Esporte e Turismo, José Antônio Ponciano Neto, a Prefeitura está fazendo contenção com pedras. “O mar vem avançando e temos que proporcionar segurança aos banhistas. Também estamos promovendo a limpeza das praias, retirando galhos, por exemplo, ampliando o acesso, inclusive construímos um deque com acessibilidade na Boca da Barra, e os postos de salva-vidas também estão recebendo manutenção”, revela. Segundo ele, Barra do Sul deve registrar movimento nesse feriado, com aumento de aproximadamente 20% no número de turistas. O tempo quente deve atrair um bom número de pessoas ao litoral. Mesmo que a temporada passada tenha deixado a desejar em algumas praias catarinenses, o gestor diz que o movimento no balneário é sempre intenso, por ser escape para quem não quer pegar tanto movimento em São Francisco. “Durante o ano, nossa população chega a cerca de 10 mil habitantes e, na temporada, chegamos a 100 mil pessoas”, aponta. Em relação à balneabilidade, ele diz que há muitos anos não é registrado nenhum problema em relação ao mar e o resultado do teste da lagoa ainda não saiu. Para dar início à programação de verão, está previsto um campeonato de Futsal Sênior durante quatro fins de semana. No Réveillon, um palco montado na Boca da Barra receberá a dupla sertaneja Lucca e Gael, além de DJs. Haverá também a tradicional queima de fogos.
Praias tradicionalmente procuradas por moradores da região vão receber programação esportiva | Foto Divulgação/OCP
São Francisco do Sul São Francisco do Sul é a terceira cidade mais antiga do Brasil e seu charme se deve ao casario em estilo colonial português que emoldura as estreitas ruelas do centro histórico. Além da história, das tradições e do porto, São Francisco do Sul tem belíssimas praias, procuradas por milhares de turistas em todo o verão. Em geral, nos feriados, é o destino de moradores dos municípios do entorno, como Joinville, Jaraguá do Sul, Blumenau, entre outros. Portanto, segundo o gerente de Turismo, Juliani Possamai, este fim de ano não deve ser diferente. Para a temporada, as rodovias de acesso à praia estão recebendo manutenção, com uma operação tapa-buracos. A chamada Comissão de Verão está tomando as providências necessárias para melhorar a estrutura da orla marítima e avaliando as atrações a serem oferecidas. Possamai ressalta que neste ano a novidade está por conta dos divertimentos radicais, como paredes de escalada, tirolesa, stund up padel, caiaques, surf, além de pedalinhos e parquinhos. “Nossas águas estão limpas e alguns pontos que apresentavam restrições foram liberados para banho. No ano passado, chegamos a receber 600 mil pessoas na temporada, número que certamente deve ser ultrapassado agora”, projeta. De 12 a 26 de janeiro, São Francisco do Sul promoverá a Estação Verão, em parceria com o Sesi, oferecendo diversas atividades esportivas e visando o bem-estar da comunidade. A programação das festas de fim de ano ainda está sendo definida. “Em dezembro, haverá apresentações de corais e bandas em espaços públicos. No Réveillon, teremos palco na praia e talvez em algum outro pronto”, adianta.
Em torno de 120 mil pessoas devem passar pelas praias de Piçarras durante a temporada, estima Secretaria de Turismo | Foto Divulgação/OCP
Balneário Piçarras A orla marítima de Balneário Piçarras possui sete quilômetros de praia e duas ilhas – a Ilha Feia e Ilhas Itacolomi. É considerada uma das mais limpas do Estado, sendo uma opção bastante procurada pelos jaraguaenses. Nos últimos quatro anos, conforme a secretária de Turismo, Susan Correa, a praia não teve nenhum ponto impróprio para banho apontado. “Toda a orla pode ser aproveitada. E, mesmo que o feriado desta semana seja numa quarta-feira, as pessoas devem aproveitar o sol. O último feriado (2 de novembro) foi de movimento intenso”, revela. A expectativa para a temporada, segundo Susan, é de que seja a melhor dos últimos cinco anos. Normalmente, o município concentra aproximadamente 100 mil pessoas além da população residente – em torno de 17 mil pessoas –, número que deve crescer mais de 20%, de acordo com a previsão do Turismo. “Esperamos receber em torno de 120 a 130 mil pessoas e, para isso, temos uma série de atrações e programação variada”, destaca a secretária. Por não ter sido atingida pela ressaca do mar, a praia está em perfeito estado e os investimentos estão focados em esporte e lazer. A festa natalina é realizada antecipadamente, pois celebra também o aniversário da cidade, no dia 14 de dezembro. Para marcar a data, será realizada a tradicional Cantada de Natal e Chegada do Papai Noel. No Réveillon, haverá shows dia 30 e 31 com a banda Torre de Babel e, na virada do ano, show pirotécnico. Em janeiro, o Sesc terá uma arena com atividades esportivas, de saúde e lazer em família, além de shows e espaço cultural. O artesanato local também é valorizado.
Obras de recuperação em cinco praias afetadas pela ressaca devem terminar em dezembro | Foto Divulgação/OCP
Barra Velha Bastante procurada por turistas pela proximidade e boa infraestrutura, Barra Velha se destaca por suas praias e lagoa com 10 quilômetros de extensão, própria para a prática de esportes náuticos. Com uma demanda específica de turistas nos últimos feriados, a expectativa é grande movimento para o fim de ano e por isso a administração pública iniciou a recuperação das praias afetadas pela ressaca mesmo sem garantia de recursos federais. O município decretou estado de emergência em setembro ao contabilizar cinco praias afetadas pelo avanço do mar – praia da Penilsula, do Tabuleiro, das Pedras Brancas e Negras, praia do Grant e Central. De acordo com diretor de Defesa Civil, Elton Cunha, os prejuízos ultrapassam R$ 2 milhões, mas não será possível aguardar por repasses com a proximidade da temporada. “O decreto de emergência foi homologado pelo Estado e estamos aguardando reconhecimento federal. Não esperamos a questão burocrática e iniciamos a toque de caixa a recuperação. Estamos agora fazendo as benfeitorias na Praia do Tabuleiro. Até meados de dezembro estará tudo pronto para receber os turistas”, pontua Cunha. No próximo mês também iniciam ações para movimentar aqueles que escolherem Barra Velha como destino. No dia 1º acontece a abertura do Natal na praça Lauro Carneiro de Loyola. A Fundação de Turismo, Esporte e Cultura garante que o fim de ano terá shows regionais e nacionais, e para o Réveillon a tradicional queima de fogos. A programação ainda não foi divulgada.
Potencial de Penha vai além dos destinos conhecidos. Praias isoladas oferecem belo visual | Foto Divulgação/OCP
Penha Conhecida como “Capital Nacional do Marisco” devido ao grande cultivo do molusco, Penha oferece uma série de atrativos nas suas quase 20 praias. É na Praia da Armação, umas das mais populares de Penha, que está o parque de diversões Beto Carrero World, um dos principais indutores para o turismo da região. De acordo com a assessoria de impressa da Prefeitura, a partir de dezembro todas as praias passarão a contar com o trabalho de limpeza e manutenção diário. O serviço, adianta a Prefeitura, será mantido no restante do ano, englobando a limpeza das areias, com a retirada de entulhos e dejetos, além do cuidado permanente com as lixeiras ao longo dos 31 quilômetros de orla. Penha não foi tão afetada este ano quanto outras cidades vizinhas com o avanço do mar, mas a administração pública busca recursos do governo federal para alargar a faixa de areia no trecho entre as praias da Fortaleza e do Cascalho, em Armação, devido ao desgaste ocorrido em muitos anos de ressacas e desassoreamento. As praias isoladas de Penha são um dos atrativos à parte. Apesar de enfrentar problemas com a balneabilidade na área central – dos 11 pontos medidos pela Fatma, cinco estavam impróprios para banho (praias Alegre Sul, Fortaleza, do Trapiche, do Manguinho e de São Miguel) e seis estavam próprios (praia Alegre Norte, Armação, Vermelha, Saudade, Grande e Bacia da Vovó) – nos recantos mais distantes a natureza ainda está intocada. Os destinos para quem deseja explorar o litoral são praia da Lola, Paciência, Quilombo, Monge, do Poá, do Lucas e praia do São Roque. Para o fim de ano, os eventos ainda estão sendo discutidos pela administração e Secretaria de Turismo. As atrações serão divulgadas quando a programação estiver fechada, aponta a assessoria.