A adoção consciente – onde os problemas devem ser contornados tendo em mente que o animal não é um brinquedo – tem proporcionado vida digna aos pets e momentos de imenso prazer às famílias.

Nestes três meses da Coluna Adote um Amigo, em que o OCP abriu espaço aos grupos de proteção animal, a comunidade conheceu um pouco mais dessa missão voluntária.

Uma estimativa entre as ONGs indica que aproximadamente 100 foram adotados com o apoio da Coluna Adote um Amigo. Para celebrar, trouxemos algumas imagens dessas histórias felizes.

Castração e vacinação

Pessoa deitada na grama com cão e pessoa com cão no colo
Akira (E) e Anny, adotados | Foto Divulgação/Arquivo Pessoal

Cabe ressaltar que o número poderia ter sido maior se a população se comprometesse em seguir as orientações dos grupos de proteção.

Concordar em vacinar, castrar e manter o pet protegido é o mínimo a ser feito, já que são as ONGs que arcam com todo o trabalho de acolher, recuperar e doar os animais. Para isso, contam com a ajuda de muitas pessoas, que contribuem e apoiam a causa.

Trabalho voluntário

Menino segurando cão e cão no colo de pessoa
Belinha (E) e Bola de Neve, adotados | Foto Divulgação/Arquivo Pessoal

É importante salientar que, embora haja diversas ONGs atuando em Jaraguá do Sul e região, nenhuma delas tem obrigação de acolher animais abandonados e maltratados.

Todos os protetores fazem um trabalho não-remunerado, doando tempo e dinheiro para salvar o maior número possível de cães, gatos e até outros animais.

Entretanto, nada disso seria necessário se os tutores fossem responsáveis em relação aos cuidados mínimos para garantir uma vida saudável ao pet.

Ajudar a causa animal

Cão no colo de mulher e cão ao lado de criança
Isa (E) e Yasmin, adotados | Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

É difícil mensurar o alcance do projeto, pois não são somente os animais mostrados na página que são adotados.

Após conhecer tão a fundo a missão dos voluntários, eu, que já tinha um gato adotado com uma das ONGs, ofereci lar temporário a uma fêmea prenha, a Cleo, e hoje convivo com um total de sete gatos, contando os filhotes que ajudei a nascer (infelizmente, não poderei ficar com todos).

gata amamenta cinco filhotes e brinca com eles
Cleo ganhou um lar para seus filhotes nascerem com segurança e saúde | Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

É uma experiência incrível e, claro, dá trabalho, mas é o mínimo que poderia fazer para apoiar. E, se você também puder contribuir, não pense duas vezes.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul