Pode faltar dinheiro nos caixas eletrônicos de Jaraguá do Sul e região

Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Cotidiano

Por: OCP News Jaraguá do Sul

sexta-feira, 04:00 - 03/06/2016

OCP News Jaraguá do Sul
Desde a última segunda-feira (30), os trabalhadores do transporte de valores de Santa Catarina decidiram paralisar as atividades em todo Estado por tempo indeterminado. A principal reivindicação do Sintravasc é equiparar o salário com o do Paraná, onde os clientes de empresas de transporte de valores chegam a pagar até R$ 800 a mais para os funcionários, conforme o sindicato. Em SC, os guardas têm um piso salarial de R$ 1.471, os motoristas, de R$ 1.576, e os chefes de equipe recebem cerca de R$ 1,7 mil. Outro pedido do Sintravasc é o aumento do vale-refeição de R$ 25 para R$ 30 por dia. Os trabalhadores atuam em serviços de bancos, lotéricas e casas de câmbio e chegam a aproximadamente dois mil em Santa Catarina. Para tentar resolver essa situação, um encontro de mediação entre os sindicatos patronal e de trabalhadores do transporte de valores ocorreu na última quarta-feira (1), porém, terminou sem acordo. Segundo o sindicato, desde 2011, quando a categoria fez greve de 11 dias, não havia paralisação. Situação afeta Jaraguá do Sul e região Conforme já era esperado, com a falta de dinheiro, as agências teriam que acabar por “racionar” o limite de saques. Segundo o vice-presidente do sindicato dos bancários de Joinville e região, Valdemar Bruno da Luz Filho, a situação se agrava. “Se não houver um entendimento, a partir de hoje, a situação se complica, pois, as agências começam a ficar sem dinheiro. Em alguns bancos, já está sendo feito o racionamento com alguns caixas desligados e limites de saque em outros, porém, mesmo assim, pode faltar dinheiro”, destacou Valdemar. A orientação é para que as pessoas utilizem o cartão de débito para pagar o que puderem, assim, não dependerão de dinheiro em espécie. Segundo ele, outro problema são os chamados “cheques de custódia” que são dados como garantia quando alguém faz um empréstimo. Todos estes, também estão parados nas empresas de transporte de valores. Saques em lotéricas Se por um lado os bancos estão sem dinheiro, por outro, as casas lotéricas, lojas e mercados, estão em alerta, pois, sem o transporte, parte do dinheiro acumula com pagamentos. Segundo o gerente de uma lotérica de Jaraguá do Sul, Wanio Carvalho, apesar da preocupação, a situação não é tão grave. “A princípio estava entrando mais do que saindo, mas como somos correspondentes bancários e não limitamos os saques, muitas pessoas estão sacando o dinheiro na lotérica, e assim não acumulamos grandes quantias” destacou Carvalho. O vice-presidente do Sindicato dos Transportadores de Valores de SC, Lidio Augusto Agnacio. Segundo ele, a expectativa é da paralisação continuar.
×