Após o governo federal atender boa parte das reivindicações dos caminhoneiros autônomos que paralisaram suas atividades na segunda-feira da semana (21) passada por chegarem a condições impraticáveis de trabalho em função do preço flutuante do óleo diesel e outros combustíveis, acabar com o movimento tornou-se um desafio.

A causa dos caminhoneiros foi acolhida por boa parte da população. Com a hashtag "somos todos caminhoneiros", muitos apoiaram a greve e retomaram a ânsia de protestar contra o governo, a corrupção e tantas outras causas que acabaram dispersando o foco inicial.

LEIA MAIS: Postos de Florianópolis registram filas no feriado

Diante do clamor popular, nem mesmo os caminhoneiros conseguiram abandonar os pontos de paralisação nas rodovias. Até caminhões chegaram a ser apedrejados por grupos radicais que não aceitaram o fim do movimento.

Os pontos de paralisação começaram a se desfazer com escolta das polícias e do Exército. Dois episódios de resistência foram registrados em Biguaçu e Imbituba, que, segunda a polícia, foram praticadas por simpatizantes da causa que tomaram espaço nos últimos dias.

Santa Catarina foi um dos estados que mais registrou paralisações nas estradas. No auge do movimento, quando o governo ainda resistia às reivindicações dos caminhoneiros, havia mais de 170 pontos de paralisação. Só quando o caos se instalou na vida da população é que as propostas começaram a aparecer.

Na manhã de quarta-feira (30), ainda havia 154 pontos de paralisação. À noite, caiu para 84. Na manhã desta quinta-feira (31), feriado de Corpus Christi, reduziu 76% (20 pontos em rodovias federais). Nas rodovias estaduais já não havia mais manifestações, segundo levantamento das Polícia Militar Rodoviária (PMRv).

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as escoltas continuam ocorrendo na BR-470 e na BR-101.

"A PRF continua a agir para manter a segurança e restabelecer o fluxo normal de veículos e cargas pelas rodovias do país, com desbloqueios de vias, ações de escolta de itens essenciais e apoio aos usuários", informou a polícia.