O evento de contação de história do livro Dragonildo e Dragão Gildo, da autora Adriana Niétzkar e ilustrado por Laura Falchetti, está agendado para o dia 20 de maio, às 19h e será transmitido pelo canal do Youtube da autora.

O livro é resultado de projeto viabilizado pela Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei 14.017/2020) do município de Jaraguá do Sul. Por conta desta situação, terá a venda no valor social de R$ 5,00 e distribuição gratuita de 500 exemplares para escolas públicas da região.

"A obra infantojuvenil retrata a história de dois dragões e seus brinquedos, numa reflexão sobre os brinquedos na vida das crianças. Da importância deles para a aprendizagem e desenvolvimento a partir de como eles são vistos pelas próprias crianças e de como essa relação pode influenciar na vida adulta”, explica a autora.

O tema é tratado com poesia e sutileza para crianças em processo de alfabetização.

Devido à pandemia, a obra foi lançada de forma virtual e contará com uma última live no dia 20 desse mês. Na live haverá comentários da autora e contação de história da obra pela atriz e intérprete de Libras Suzi Daiane. Uma apresentação destinada para todo o público, inclusive para deficientes auditivos, pois a história também é contada em libras.

Segundo a autora, a inspiração da história originou-se no seu próprio processo de acúmulo e desapego, vivenciado com mais clareza durante os primeiros meses de pandemia.

“Ao me deparar com o tão desejado tempo para fazer aquela faxina de coisas que não preciso mais, me dei conta do quanto era difícil reduzir e me desfazer de inutilidades. Insistia na justificativa da importância”, disse.

A autora se autodenomina uma drago-acumuladora como Dragonildo, embora tente muito ser como o Dragão Gildo.

“Ao fim, compreendi que diminuir a bagunça do meu espaço externo ajuda a organizar o espaço interno. [...] Tive que refletir muito sobre o que é realmente importante e espero que esses dragõezinhos também ajudem os pequenos leitores na reflexão sobre seus valores”, relata.