Nos últimos dias de novembro, o céu deve ser marcado por nuvens e chuvas isoladas na microrregião do Vale do Itapocu. A temperatura, que se mantém entre os 24ºC e 15ºC durante a semana, deve permanecer mais alta durante o dia e em declínio no período da noite. Mesmo com volumes de chuvas baixos para os próximos meses como efeito do fenômeno La Niña, os temporais no fim do dia devem ser constantes. “Fortes rajadas de vento são esperadas para hoje, de 50 a 70 quilômetros por hora”, destaca a meteorologista da Epagri/Ciram, Laura Rodrigues. Na madrugada de quarta-feira (30), o termômetro pode chegar aos 6ºC na Serra catarinense, deixando o clima mais agradável ao longo do dia. As condições ocorrem devido ao avanço de uma massa de ar frio no Estado. Para quinta-feira (1), segundo Laura, a presença de sol com aumento da nebulosidade no decorrer das horas, com possível chuva no início e fim do dia. O vento também deve ser intenso. A sexta-feira (2) permanece com as mesmas condições climáticas, porém com maior elevação de temperatura. A máxima deve ser de 26ºC e a mínima de 18ºC. De acordo o sistema Epagri/Ciram, até o final da primavera e nos meses de janeiro e fevereiro, a chuva estará abaixo da média climática na maior parte das regiões de Santa Catarina. Porém, no Litoral Norte, o trimestre pode terminar com valores acima do esperado. “No verão os temporais acontecem com mais frequência, com maior chance de chuvas acompanhadas de forte atividade elétrica, granizo e vento localizado”, ressalta a meteorologista Laura Rodrigues. Neste trimestre, a temperatura estará próxima da média climática no Estado. Os últimos dias de novembro e na primeira quinzena de dezembro a temperatura no período noturno continua baixa em relação ao esperado para a época do ano. Para o verão de 2017, são esperadas de duas a três ondas de calor que devem manter alta a temperatura diurna, por vários dias consecutivos.