Nova diretoria comandara a Rede Feminina até 2020 | Foto Divulgação/Rede Feminina
Nova diretoria comandara a Rede Feminina até 2020 | Foto Divulgação/Rede Feminina

Na manhã desta terça-feira (6), a nova diretoria da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Jaraguá do Sul tomou posse para administrar a entidade neste ano e em 2020. Darcy Tomaselli Bertoldi foi reeleita e continuará na presidência.

Com 31 anos de história, a Rede Feminina de Jaraguá do Sul realiza entre 400 e 430 atendimentos por mês. Darcy destacou que a rede busca trabalhar principalmente na prevenção de doenças.

"A prevenção ajuda a detectar rapidamente uma eventual doença, assim o tratamento fica mais fácil", destaca.

Um dos grandes investimentos que a Rede queria fazer para os próximos anos era a implantação de um sistema de energia solar e, durante a cerimônia de posse, o deputado estadual Vicente Caropreso (PSDB) informou que vai repassar R$ 50 mil para esse esse objetivo.

A presidente não escondeu a felicidade em poder implantar o projeto e ressaltou que esse investimento fará com que a entidade tenha menos gastos, já que a economia é um dos grandes objetivos em seu novo mandato.

"Sempre que podemos, buscamos guardar um dinheirinho para pagar as nossas contas do mês", aponta.

Darcy afirma que os gastos da Rede giram em torno de R$ 40 mil reais por ano. A entidade tem como principais eventos o Outubro Rosa e a Tarde Cor de Rosa. A verba arrecadada nessas duas iniciativas são revertidas em prol das atividade da entidade.

Outro objetivo da Rede Feminina nos dois próximos anos é aumentar os serviços prestados, como fisioterapia, acupuntura e atendimentos psicológicos.  "Com o repasse do deputado, podemos investir mais no serviços extras", completa.

Por último, a presidente reeleita agradeceu a todas as voluntárias da entidade, enaltecendo o esforço e dedicação, além de desejar sorte para as diretoras que também foram empossadas nesta terça-feira.

Mortes por câncer de mama

Em 2017, Jaraguá do Sul registrou 17 mortes causadas pelo câncer de mama. No ano anterior, tinham sido 13 mortes, enquanto em 2015 foram 15 casos de morte de pacientes com a doença.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres do mundo inteiro, correspondendo a cerca de 25% dos casos que surgem a cada ano.

Veja como ficou a nova diretoria:

Presidente: Darcy Tomaselli Bertoldi
Vice-presidente: Liana Maria Segalla
1ª secretária: Emília Margareth Piske
2ª secretária: Rita Devegili Cristofolini
1ª tesoureira: Anelize Schwitzer
2ª tesoureira: Iris Müller Krüguer
Conselho fiscal: Claudete Mattos, Gisela Marodim, Mirian Schmidt e Maradione da Silva
Conselho consultivo: Lourdes Cecília Bianchi, Valtrudes Elisabeth e Yeda Conti.

 

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?