Eles se conheceram na adolescência, se casaram há 12 anos e no meio desse período iniciaram um negócio próprio, voltado à produção artesanal de alimentos, mais precisamente no ramo de defumados e embutidos, no bairro Garibaldi. Eleni Ruedieger Weiler e Laércio José Weiler, ambos com 35 anos, não se intimidam quando o assunto é trabalho, tanto que cada um deles deixou os empregos por acreditar que era possível transformar um sonho em realidade. pagina 9Foi daí que nasceu, há seis anos, a microempresa que hoje emprega seis pessoas e atende pedidos de mercados e panificadoras de Jaraguá do Sul, além da venda de porta em porta. As dificuldades iniciais foram aos poucos dando lugar aos resultados, alcançadas com muito empenho e longas jornadas semanais. O produto final tem como matéria-prima as carnes suína, bovina e de aves: linguiça, linguicinha, salame, salaminho, costelinha, lombinho, ossada, bacon e toucinho. Mas apesar do crescimento gradativo da Embutidos e Defumados Weiler Ltda., o casal não abre mão de preservar a simplicidade, cultiva antigas amizades, usufrui da tranquilidade e da beleza bucólica da região do Garibaldi. Laércio foi motorista de caminhão de 2003 a 2009, carregando malha e fio, mas sempre mantinha a ideia de abrir um negócio próprio. Já Eleni atuava como auxiliar administrativa. “Quando tinha 12, 14 anos, trabalhei em um açougue antigo e ajudava a matar porco. Sempre pensei que quando o dono parasse, iria começar a trabalhar nisso também, até que aconteceu”, conta. Os primeiros tempos da empresa, durante cerca de um ano e meio, foram em um ranchinho nos fundos da casa. Com o irmão Giovani e o primo Cláudio, a dupla trabalhava três dias por semana, produzindo em torno de 300 a 400 quilos de linguiça defumada. Para viabilizar o plano, buscaram financiamento para agricultores familiares junto ao Banco do Brasil. “Foi difícil no início. Até hoje, começamos às 4h e vamos até as 19h. Não usamos essência de fumaça, o tempero é natural e o manejo é mais artesanal, mais saudável”, explica o microempreendedor. 2016_08_10 Defumados Weiller - em (10)-2

Com seis funcionários, fabricação semanal atinge mil quilos, entre embutidos e itens defumados

Hoje, quando a empresa soma 160 metros quadrados de área construída, a produção aumentou 150% e chega a mil quilos por semana. Na área onde vivem e está localizada a sede da microempresa, na Estrada Ribeirão Rodrigues, os dois também cultivam aipim e palmeira real. “Ela (Eleni) cuida da parte administrativa, compras, ajuda na produção, abre e fecha a empresa, e eu também cuido do aipim e da palmeira real”, revela. O filho deles, Lucas Emílio de nove anos, não por acaso demonstra preferência por cursar veterinária.

“A gente sempre trabalha com honestidade com os clientes e fornecedores. Meu pai sempre dizia: você não precisa ter dinheiro, mas não pode perder o crédito, senão, perde tudo”, resume Laércio. Salvar