Por Leonardo Koch (ATUALIZADA ÀS 15H) Morreu na madrugada desta segunda-feira (17), em Blumenau, João Apolinário Francener. O ex-combatente da 2ª Guerra Mundial era um dos últimos soldados da região ainda vivo. Ele tinha 95 anos e a causa da morte seria a falência múltipla de órgãos em função da idade avançada. Francener serviu na Itália em 1945. De acordo com informações de familiares, o sepultamento será em Massaranduba, às 10h desta terça-feira (18). O  velório será na Igreja Nossa Senhora da Glória, na localidade de Massarandubinha. O pracinha deixa a viúva, dona Olívia, oito filhos, netos e bisnetos. guerraaaa

Foto: Arquivo Pessoal

A morte de Francener foi comunicada pelo Museu da Paz e a Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira (ANVFEB)) – regional de Jaraguá do Sul. De acordo com o secretário-executivo da associação, Ivo Kretzer, por coincidência, foi justamente em um 16 de abril, só que de 1945, há 72 anos, que o então jovem pracinha Francener foi ferido por estilhaços de granada na batalha de Montese.

Com o falecimento de Francener, restam dois combatentes da Segunda Guerra vivos na região: Walter Carlos Hertel e João Rodolfo Hauck. Informações dão conta de que foram 101 homens da Associação dos Municípios do Vale do Itapocu (Amvali), dos quais 56 moradores de Jaraguá do Sul, enviados para campos de batalha do conflito.