A Câmara de Guaramirim aprovou por unanimidade moção de repúdio de autoria do vereador Charles Longhi (PMDB) ao presidente do Conselho Nacional de Educação, Eduardo Deschamps, por ter defendido e aprovado que 40 da carga horária do ensino médio seja realizada a distância. Para o vereador, que é professor, a reforma do ensino médio levará ainda mais à precarização da educação no Brasil. “Não podemos aceitar, temos que repudiar com veemência. Todos os países que atingiram um alto grau de desenvolvimento humano e tecnológico investiram fortemente na educação. O Brasil dá entender que quer fazer o caminho inverso”, discursou.