Transitar ao longo da SC-108, no trajeto que liga Guaramirim a Massaranduba, em direção a Blumenau, e visualizar a sinalização de trânsito em meio ao mato alto é um desafio para os condutores de veículos, nos dois lados da rodovia. São pontos tomados pela vegetação, distribuídos em cerca de dez quilômetros de travessia, entre os quilômetros 39 e 49, dificultando a identificação de placas que alertam para o perigo de ultrapassagens, curvas e obras em andamento, como a da ponte sobre o Rio Putanga. Em um dos pontos, uma placa indicativa de velocidade de 60 km/h está caída em um dos lados da pista, sem o caibro de sustentação. Procurada, a assessoria de imprensa da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Jaraguá do Sul disse que os trabalhos para o corte da vegetação estão sendo executados pela empresa Paviplan, de Guaramirim, vencedora da licitação para manutenção da rodovia. Segundo a o órgão, duas licitações para obras emergenciais foram assinadas com a Paviplan. A primeira licitação, de R$ 300 mil, “foi utilizada especificamente para recapeamento asfáltico (tapa-buraco) da SC-108, já executado, tanto no trecho conhecido como Rodovia do Arroz, como no que segue em direção a Massaranduba e Blumenau.” A segunda licitação, assinada em 21 de setembro de 2015, ainda vigente, prevê pintura e roçada da SC-108 e da SC-110, em direção a Pomerode. Ainda de acordo com a ADR, “a roçagem das margens da Rodovia do Arroz foi feita na semana passada e agora depende do cronograma da Paviplan para fazer o mesmo no trecho de Guaramirim e Massaranduba.”