Na segunda-feira (8), os futuros moradores do residencial Santa Luzia foram sorteados para a escolha dos apartamentos que serão contemplados pelas 155 famílias. A previsão é que o condomínio seja entregue entre dezembro e janeiro de 2022.

O evento ocorreu no Centro de Convivência do Parque de Eventos e iniciou com o sorteio de 35 famílias pertencentes ao grupo prioritário, sendo os primeiros beneficiados as pessoas com Deficiência (PcDs) e idosos. Eles tinham prioridade para escolher as unidades habitacionais no andar térreo. Porém, de acordo com a Diretoria de Habitação, algumas famílias escolheram por outros pavimentos.

Foto: Divulgação PMJS

Segundo o Diretor de Habitação, Vanderlei Balsanelli, a partir de agora, os contemplados, com renda familiar máxima de R $1,8 mil, irão assinar um termo e agendar uma vistoria técnica do imóvel para seguir para as etapas seguintes de assinatura do contrato de financiamento e a entrega das chaves.

Para o vereador Luís Fernando Almeida, que esteve presente no ato, a escolha dos apartamentos representa o fim de uma angústia para as centenas de famílias que aguardavam por esse momento desde 2014, ano em que o residencial começou a ser erguido e ficou paralisado devido a problemas relacionados com a construtora antiga e ao governo federal por falta de repasse financeiro.

Na época, Almeida era Diretor de Habitação e foi à Brasília buscar recursos para a conclusão da obra.

“Só conseguimos realizar este ato, graças ao prefeito Antídio Lunelli que trouxe para si, um compromisso que caberia somente ao governo federal, ao capitanear e disponibilizar recursos financeiros para a finalização deste importante empreendimento”, afirma.

Com o repasse de recursos do Fundo Municipal de Habitação para o Fundo de Arrendamento Habitacional (FAR), no montante de R$ 371.315,00, a retomada dos trabalhos se iniciou em agosto de 2020.

O empreendimento possui cinco blocos de quatro pavimentos, com 31 apartamentos, totalizando 155 unidades habitacionais. O investimento total chegou próximo aos R$12 milhões.

Foto: Divulgação PMJS