O ano de 2018 começou com cerca de 20 mil títulos de eleitor cancelados pela Justiça Eleitoral em Jaraguá do Sul e em torno de 1,2 mil em Corupá, pela falta à revisão obrigatória do eleitorado em ambos os municípios. Até ontem, apenas 6 mil eleitores de Jaraguá do Sul procuraram o cartório eleitoral para regularizar a situação. Já em Corupá, o número é maior, cerca de 10,8 mil eleitores já estão em dia com a Justiça Eleitoral. O déficit até o momento, de acordo com o chefe de cartório Eduardo Leitis Arbigaus, da 17ª Zona Eleitoral, é de cerca de 14 mil eleitores em Jaraguá do Sul e 1,2 mil eleitores em Corupá. O chefe de cartório alerta para o prazo máximo de regularização, que vai até o dia 9 de maio, quando encerra o período para que o eleitor que pretende votar no pleito de outubro fazer o requerimento do título, alterar seus dados cadastrais ou fazer a transferência do domicílio eleitoral. “Quem tiver o título cancelado não vai poder votar e daí pode gerar multa por ausência às urnas”, avisa Arbigaus.