Os dias de Claudete Tessmann são inteiramente dedicados ao filho Gabriel, de 7 anos. O menino nasceu com hidrocefalia e não consegue andar, falar e enxergar. A mãe, que trabalhava com panificação, largou o emprego para cuidar dele e viu as despesas aumentarem.

Gabriel usa uma cadeira de rodas para se locomover, mas segundo Claudete, o aparelho está pequeno para o tamanho do menino e precisa ser trocado. Como a família mora no bairro Rio da Luz, em Jaraguá do Sul, ela também quer comprar um dispositivo que encaixe a cadeira em uma bicicleta.

"Eu tenho um problema na coluna, não posso ficar com ele no colo muito tempo, e pegar ônibus é difícil, assim ele quase não sai de casa", relata a mãe.

Conforme Claudete, a bicicleta com o adaptador seria uma forma de levar o filho para passear e conhecer novos lugares, além de oferecer mais conforto ao menino.

A mãe explica que não chegou a fazer um orçamento completo de quanto custaria a cadeira de rodas e a bicicleta, mas acredita que o valor ficaria em torno de R$ 15 mil.

Claudete também pede ajuda para comprar roupas, alimentos e uma cama nova para o menino. A única renda da família vem do padrasto de Gabriel, que começou a trabalhar há poucas semanas. O pai do menino, segundo a mãe, abandonou o filho quando ele tinha 3 anos.

"Meu sonho sempre foi ter um filho. Eu não ia deixar ele sozinho nunca", diz Claudete. Ela já fez rifa para conseguir adquirir uma banheira de hidromassagem para Gabriel e enfatiza que a renda da família é baixa para todos os gastos necessários.

Gabriel frequenta a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Jaraguá do Sul e recebe os medicamentos do SUS (Sistema Único de Saúde). O estado de saúde dele está estável.

Quem quiser ajudar a família, pode entrar em contato com a Claudete pelo telefone (47) 9 9724-0422 ou (47) 3307-0902.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?