Este mês estará repleto de fenômenos astronômicos que podem ser contemplados da Terra e segundo a Nasa, agência espacial norte-americana, será possível visualizar chuva de meteoros Perseida, oposição de Júpiter e até mesmo a Lua Azul.

Com tantos espetáculos prestes a acontecerem, confira abaixo o calendário astronômico do mês de agosto:

Chuva de meteoros

Entre os dias 11 e 12 de agosto acontecerá o pico da chuva dos meteoros Perseidas. Este fenômeno acontece todos os anos, de meados de julho até o final de agosto, e ocorre na medida em que a Terra cruza a trilha de destroços do cometa Swift-Tuttle.

Foto: Reprodução.

Os meteoros criam estrelas cadentes ao queimarem na atmosfera terrestre.

Neste ano o espetáculo favorece os países do Hemisfério Norte, porém a Nasa vai fazer uma transmissão ao vivo na noite do evento.

Planetas brilhantes

No dia 19 deste mês, será possível visualizar Júpiter com maior luminosidade e tamanho no céu. O fenômeno é chamado de oposição, que acontece quando um planeta está no mesmo lado do sistema solar que a Terra está. Para observá-lo, basta olhar para o oeste a partir do pôr do sol da quinta-feira (19).

Foto: Reprodução/Nossa Ciência.

Lua Azul

Já no fim de agosto, no dia 22, ocorre a Lua Cheia de agosto, denominada de Lua Azul. Ela recebe esse nome quando é a segunda lua cheia registrada no mesmo mês. Porém, segundo a Nasa, um outro conceito antigo é o de chamar a lua de "Lua Azul" quando ela é a terceira das quatro luas cheias em uma mesma temporada, que é o período entre um solstício e um equinócio.

Foto: Divulgação/Observatório Heller & Jung

Mas isso não significa que ela terá uma coloração diferenciada.