Neste exato momento a Terra atravessa a trilha de detritos do cometa 109P/Swift-Tuttle. Entre os dias 17 de julho e 24 de agosto daqui da Terra, é possível observar esse encontro através dos meteoros perseidas, que são formados quando essas pequenas partículas do Swift-Tuttle atravessam a atmosfera terreste em alta velocidade.

Todos os anos ocorre essa chuva de meteoros e a máxima intensidade acontece na madrugada desta quinta-feira (12), quando podem ser vistos até 120 meteoros por hora para os observadores no Hemisfério Norte do planeta.

No Brasil

Mesmo acontecendo todos os anos, normalmente a chuva de meteoros Perseidas possui baixa visualização dos meteoros no Brasil, principalmente nas regiões Sul e Sudeste. Porém, essa é uma chuva muito constante e sempre impressiona quem consegue ver. Pode valer a pena acordar mais cedo nesta quinta-feira (12) para tentar observar alguns meteoros desse magnífico fenômeno.

A Constelação do Perseu ocorre na região norte do céu, por isso ela poderá ser melhor observada pelos países do Hemisfério Norte, onde podem aparecer até 120 meteoros por hora. No Brasil, quanto mais ao norte, maior a possibilidade de ver meteoros. Uma curiosidade é que os meteoros parecem ser maiores e mais lentos quando vistos do Brasil, e de fato são.

Isso ocorre pelo fato do radiante dessa chuva ser em uma constelação bastante ao norte no céu, eles atingem a atmosfera sobre o Brasil de forma mais rasante, fazendo com que percorram uma distância maior em altitudes mais elevadas da atmosfera.

No Brasil, os perseidas poderão ser vistos a partir das 2h da quinta-feira (12), porém em baixa intensidade devido à baixa elevação do radiante no céu. Porém, conforme ele for ficando mais alto, maior será a quantidade de meteoros, até atingir o momento mais intenso no fim da madrugada.

Nos estados ao norte do Brasil poderão ser contemplados até 56 meteoros por hora, 28 em Brasília e 16 meteoros por hora em São Paulo. Somente a população ao sul do Rio Grande do Sul não poderão observar o Perseidas.

Confira as taxas esperadas para cada região do país.

Taxa média de meteoros por hora para a Perseidas em 2021 em condições ideais de observação – Fonte: Bramon

Estas taxas são estimadas levando em conta as condições ideais de observação, ou seja, uma noite sem nuvens em um local afastado das luzes dos grandes centros urbanos. As luzes são prejudiciais pois ofuscam as estrelas e meteoros mais tênues. Caso esteja em uma cidade, procura apagar o máximo de luzes ao seu redor!

*Com informações de Bramon.