A alteração de clima dessas últimas semanas fez muita criança comparecer ao pediatra, inclusive a minha. Infelizmente, elas são as mais afetadas com as mudanças bruscas de temperatura. Febre alta, moleza no corpo, manha além do normal e falta de apetite são alguns dos sintomas comuns nesses meses do ano. Uma das infecções comuns no inverno são as dores no ouvido, também chamadas de otites médias. Segundo o médico otorrinolaringologia Marcio Freitas “as crianças têm infecções mais frequentes nos ouvidos, pois suas tubas auditivas, a comunicação entre o nariz e os ouvidos, são horizontais e menores. Elas vão crescer de 1,25 para 3,8 centímetros e ficarem mais verticais nos adultos, o que leva a uma diminuição da quantidade de otites.” Lembro que quando o Cauê era menor, tínhamos o costume de dar a mamadeira para ele deitado, assistindo antes dele dormir. Frequentemente, estávamos no Pronto-atendimento, e novamente era inflamação no ouvido. Quando consultamos um especialista, ele disse que nunca deveríamos oferecer mamadeira para a criança quando ela estiver deitada, justamente por causa dessa comunicação entre nariz e ouvido. O doutor Marcio Freitas destaca ainda que as causas mais comuns de otites em crianças são as infecções de vias aéreas e alergias. Mas que quando a criança toma mamadeira deitada, ela tem uma possibilidade maior de o leite voltar para dentro da orelha média, aumentando, assim, as possibilidades de infecções, ou seja, as otites médias. Pela experiência que tive com o Cauê, sempre que posso alertar aos pais e avós sobre essa questão de dar mamadeira com a criança deitada, eu informo. Só quem já teve dores de ouvido sabe como isso é agoniante. Imagina uma criança que muitas vezes nem sabe falar ainda sentir isso. Melhor prevenir, certo?