Deve ser sepultado às 11h desta quarta-feira (27), no Cemitério São Sebastião, o corpo do professor joinvilense de judô João Vitor Britto, 27 anos. O judoca, que era faixa preta, morreu nesta segunda-feira (25) em decorrência à complicações da síndrome rara que possuía, doença de Behçet.

Ele estava há uma semana internado no hospital da Unimed. O velório já acontece na capela do Prever do bairro Aventureiro.

A síndrome que derrubou o atleta do tatame é uma doença autoimune que ocasiona a inflamação dos vasos sanguíneos. Na cidade, o Sansei dava aulas para crianças e adolescentes inseridos no PID (Programa de Iniciação Desportiva da Prefeitura de Joinville.

Quer receber as notícias no WhatsApp?