Núcleo de Inovação e Pesquisas Tecnológicas completa 12 anos

Cotidiano

Por: OCP News Jaraguá do Sul

segunda-feira, 02:19 - 15/02/2016

OCP News Jaraguá do Sul
Instalado no campus do Centro Universitário Católica de Santa Catarina, o Núcleo de Inovação e Pesquisas Tecnológicas (Jaraguatec) completa 12 anos neste mês. O projeto é voltado ao fomento e à geração de pequenas e microempresas focadas na inovação tecnológica. A instituição, que passou a operar oficialmente no dia 9 de fevereiro de 2004, começou a ser desenvolvida em 2002 como incubadora universitária, estimulada pelo professor Renato Sanandrea, coordenador curso de Engenharia. Na época, o professor Victor Danich foi convidado para pesquisar e montar o projeto da incubadora, com visitas em unidades catarinenses e em São Carlos (SP), e hoje é coordenador da unidade. O Jaraguatec tem como mantenedora a Ferj (Fundação Educacional Regional Jaraguaense), com custeio mensal de R$ 5 mil. Até 2015, recebia subsídio anual de R$ 66 mil da Prefeitura de Jaraguá do Sul. Cada empresa incubada paga taxa mensal de R$ 300 de taxa de ocupação e custos de energia elétrica e telefone. De 2004 para cá, 17 empresas foram graduadas para o mercado e 13 estão incubadas, em que três ingressaram em 2016. Das 200 empresas que foram selecionadas para a segunda fase do programa Sinapse da Inovação, que financia projetos no Estado, nove são da microrregião. Destas nove, duas integram o Jaraguatec: Wath4care, que produz equipamento para monitoramento eletrônico de saúde para idosos, e a Automação de Estufas Agrícolas. As duas credenciaram para participar da terceira fase, que selecionará 100 ideias e divulgará os resultados no dia 1º de abril. Avanços na infraestrutura Victor ressalta um dos avanços na infraestrutura, ao longo da história do Jaguatec, foi em 2007, quando o governador Luiz Henrique da Silveira inaugurou com a Fapesc (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina): “A gente participou de um edital de R$ 320 mil e pudemos construir e equipar o segundo piso. E a partir daí passamos a acolher os empreendedores da região, dentro do campo de inovação tecnológica”, destaca. Outra conquista foi um edital de 2012 da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), vinculada ao Ministério de Ciência e Tecnologia, que possibilitou o investimento de R$ 180 mil para equipar o laboratório com equipamentos para produtos de robótica e eletrônica. Um dos aparelhos é a bancada fotovoltaica, composta por oito painéis solares, que alimenta geladeira e protótipo de condicionador de ar. “Nosso trabalho sempre foi sistemático e muitas vezes invisível. Se faz muito discurso sobre inovação tecnológica, mas pouca gente conhece o trabalho do Jaraguatec nessa área”, comenta Danich. Informações complementares sobre a instituição, inclusive sobre ingresso de novas empresas para incubação, podem ser acessadas no portal www.jaraguatec.org.br.
×