A programação da 28ª edição do Jaraguá em Dança segue hoje e entra pelo fim de semana com um total de 140 exibições divididas em sete sessões. No sábado e domingo o evento contará com três sessões, sempre às 13h30, 16 e 19h. A das 19h é precedida com participação especial. Para hoje, a programação prevê a exibição do grupo Millennium, no sábado haverá a participação da Escola de Dança AD Hering e, no domingo, da Cia Atitude de Garopaba.

Ontem, no segundo dia de apresentações, teve exibição especial do Grupo Jazz Scar, do coreógrafo Edson Nascimento, além de outras 17 coreografias.

Foto: Divulgação PMJS

Os ingressos, gratuitos e limitados a dois por pessoa, podem ser retirados no local sempre dois dias antes de cada sessão. De acordo com a organização, neste ano, o teatro será aberto com 100% da capacidade e todas as sessões serão transmitidas ao vivo e on-line pelos canais oficiais da Prefeitura no Facebook. Coreógrafos, auxiliares e bailarinos terão acesso a todas as sessões, sem a necessidade de retirada de ingresso, desde que apresentem os crachás e haja poltronas disponíveis.

Foto: Divulgação PMJS

A 28ª edição do Jaraguá em Dança contou com a inscrição de 52 entidades, 2.327 bailarinos, 85 coreógrafos, 159 auxiliares, 343 coreografias e será exibida em 16 sessões. O número é bem maior que em 2021, quando foram registradas 33 entidades, 1.225 bailarinos, 55 coreógrafos, 73 auxiliares e 195 coreografias, divididas em 15 sessões. No ano passado, o evento contou com com 50 mil visualizações nas transmissões on-line e com público presencial de 4.990 pessoas, restrito a 30% da capacidade da Scar, devido aos protocolos da pandemia de Covid 19.

Foto: Divulgação PMJS

O evento, tradicional do calendário cultural da cidade, conta com realização e organização da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). Trata-se, de acordo com a secretária Natália Lúcia Petry, de evento tradicional do calendário cultural da cidade que tem entre os objetivos divulgar, incentivar e fomentar a dança como forma de expressão cultural, promovendo a “Dança Educação”, valorizando o intercâmbio entre os agentes da modalidade cultural e estimular a pesquisa de todos os estilos.

Foto: Divulgação PMJS