Foto: Eduardo Montecino/ Por: Dyovana Koiwaski Iniciado em fevereiro, o programa Jaraguá em Ação, organizado pela equipe da Secretaria de Obras e Serviços Públicos, executou cerca de cinco mil metros quadrados de obras no município e concretou aproximadamente 240 metros quadrados. Ao longo dessas semanas, foram realizados serviços de patrolamento nas principais ruas dos bairros, com macadamização em determinados pontos. Trabalhos de limpeza de valas, drenagem, conserto de erosões, roçadas e recolhimento de entulhos também foram feitos, assim como a retomada dos consertos de pavimentação nas vias com paralelepípedos e lajotas. O programa, segundo o gerente da secretaria de obras, Carlos Engel, será contínuo. “Esses danos ocorreram naturalmente pelas intempéries e devido ao volume de trânsito crescente”, comenta. Os reparos, conforme Engel, também geram maior qualidade de vida e conforto aos moradores, fazendo com o município tenha mais condições de gerar turismo e negócios. Mais de 540 metros quadrados de base para pavimentação em concreto já estão prontos para serem utilizados nos próximos dias. No início dessa semana, apesar do tempo chuvoso, as equipes mantiveram o cronograma de trabalhos. Os funcionários executaram o conserto de tubulação na Estrada dos Imigrantes, no bairro Rio Cerro. Já na Serra do Jaraguazinho, no Garibaldi, foi realizada a limpeza de bueiros. Na localidade da Saibreira Funil, no bairro Três Rios do Norte, outra equipe promoveu a aplicação de brita e macadame com utilização de caminhão. Também foi feita a roçada na área verde da Ilha da Figueira e a raspagem da Rua Afonso Nicoluzzi, no bairro Água Verde. IMG_9608 Avaliando o programa Cidade Limpa, o secretário de Obras e Serviços Públicos, Onésimo Sell, considera que a partir do dia 2 de maio, quando a Prefeitura voltar a atender em horário normal, os serviços poderão ser ainda mais abrangentes. “Nos últimos 20 dias choveu muito e estávamos com equipe e horário de trabalho reduzido, o que prejudicou o andamento do cronograma”, destaca Sell. Segundo o secretário, o setor estuda a possibilidade de implantar o sistema de ordem de serviço interna para realização desses trabalhos. Hoje, as obras são feitas conforme demanda de reclamações e pedidos feitos no setor de Protocolo. Com a mudança, as solicitações atendidas na Ouvidoria serão repassadas para a secretaria de Obras, que organizará uma ordem de serviço para determinada equipe de trabalho. Prazos, materiais, equipamentos e número de funcionários estarão estabelecidos no documento para planejar a organizar as obras.