A ausência do Carnaval de rua em Jaraguá do Sul está prestes a completar três anos e a contagem deve aumentar para quatro. De acordo com a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Natália Petry, a cidade não terá desfile neste ano. A última vez que os blocos jaraguaenses entraram na avenida foi em 2016.

A secretária conta que esteve reunida nesta segunda-feira (28) com a presidente do bloco “Em cima da hora”, um dos mais tradicionais da cidade.

A conversa teve como encaminhamento a possibilidade de organizar um Carnaval de salão, com baile.

“Ainda estamos amadurecendo a ideia e até o início da próxima semana nós vamos decidir se faremos um baile de Carnaval com concurso de blocos”, afirma.

A ideia, segundo Natália, seria iniciar com uma festa infantil durante a tarde e fechar com o baile à noite, mas a confirmação só será possível após reunião com todos os blocos que tradicionalmente promoviam o evento junto com a Prefeitura, alega a secretária.

Natália garante que não deve protelar a decisão devido ao tempo curto para organizar o evento e explica ainda que não há sequer uma projeção orçamentária.

“Vou fazer o orçamento paralelamente, mas sabemos que fica bem mais em conta do que fazer Carnaval de rua. Não há ainda nenhuma previsão de orçamento inicial porque não formatamos o projeto”, diz.

Recomeço para a festa

Apesar disso, a secretária analisa que a realização de um Carnaval de salão pode servir de recomeço para que os blocos voltem a se organizar.

“A prefeitura sempre deu suporte de organização e logística, mas são os blocos que organizam o desfile em si. Vamos tentar inovar um pouco e, quem sabe, esse é o recomeço para que os blocos se organizem e futuramente tenhamos o Carnaval de rua novamente”, destaca.

Embora não dê detalhes, a presidente do bloco “Em cima da hora”, Iracema Pinheiro, tem boas expectativas com o formato de salão, frisando que “não há condições para fazer o Carnaval de rua”.

Segundo ela, tempo e recursos impediriam a organização dos blocos. “Ainda não temos aquela certeza, mas essa ideia me agradou, pode ser um recomeço para fazermos assim esse ano e no próximo voltar a pensar no Carnaval de rua”, finaliza.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?