Jaraguá do Sul é considerado município infestado pelo Aedes aegypti, popularmente conhecido como mosquito da dengue.

A cidade está na lista publicada no boletim da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC) junto a outras 97.

 

 

O levantamento divulgado na segunda quinzena de janeiro traz dados de 29 de dezembro de 2019 a 18 de janeiro de 2020.

Neste período, foram identificados 2.052 focos do Aedes aegypti em 111 municípios catarinenses.

Comparando ao mesmo período de 2019, quando foram identificados 1.403 focos em 96 municípios, observa-se um aumento de 46,3% no número de focos detectados.

Em relação à situação entomológica, são 97 municípios considerados infestados, o que representa um incremento de 27,6% em relação ao mesmo período de 2019, que registrou 76 municípios nessa condição.

A definição de infestação é realizada de acordo com a disseminação e manutenção dos focos.

Casos de dengue

Entre 29 de dezembro de 2019 a 18 de janeiro de 2020, foram notificados 127 casos de dengue em Santa Catarina.

Desses, 11 (9%) foram confirmados, 38 (30%) foram descartados por apresentarem resultado negativo para dengue e 78 (61%) estão sob investigação pelos municípios.

Até o momento o estado teve 11 casos confirmados importados, residentes nos municípios de Balneário Piçarras, Florianópolis, Guaramirim, Jaraguá do Sul, Pomerode, São João Batista e Saudades, com local provável de infecção (LPI) nos estados de São Paulo, Bahia, Paraná e Mato Grosso.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul