Espaço para formação de mão de obra técnica continua de portas fechadas | Foto Arquivo/OCP News
Espaço para formação de mão de obra técnica continua de portas fechadas | Foto Arquivo/OCP News

Focado em dar um fim na novela que se estabeleceu quando o assunto é o prédio que deveria ser destinado ao Cedup em Guaramirim, o prefeito Luís Antônio Chiodini confessa que não há previsão para que o local abra as portas para receber alunos.

Segundo ele, na última reunião que teve com o governador de Santa Catarina, além da pauta da recuperação da SC-108, a situação do Cedup foi questionada.

“Estamos há praticamente dois anos lutando e, na última reunião, o governador disse que falta a última prestação de contas do Estado para a União, mas já se passou muito tempo e ainda não foi realizada? É muito descaso”, reclama.

Apesar disso, ele afirma que a cobrança continua para que o prédio passe a ser responsabilidade do município. “Nós temos o compromisso de destiná-lo para a educação”, frisa.

O prefeito conta que o município já pensou em possibilidades de utilização do espaço. Há uma primeira conversa com o IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina) e o IFC (Instituto Federal Catarinense) para disponibilização de cursos profissionalizantes e de graduação e também utilizar algumas salas de aula para educação fundamental do município.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?